Ficar sentado diminui o fluxo sanguíneo para o cérebro

Ficar sentado por muito tempo diminui o fluxo sanguíneo para o cérebro

Sempre escrevemos aqui sobre os perigos de pessoas que ficam muito tempo sentadas em um lugar, sem se mover. Existe toda uma ciência da medicina dedicada ao estudo desta questão, chamada “fisiologia da inatividade”. Os estudos mostram que as pessoas que ficam sentadas por horas sem se mexer, na mesa do trabalho ou no sofá, sofrem várias distorções no metabolismo.

Os problemas incluem uma chance significativamente maior de obesidade (especialmente ganhar peso no abdômen) e pior controle da glicose. Uma pessoa predisposta a diabetes que fica sentada por muito tempo pode se empurrar para uma verdadeira condição diabética. Hoje, discutimos outra razão para não ficarmos sentados por muito tempo — você diminuirá o fluxo de sangue para o cérebro.

O cérebro precisa de um fluxo sanguíneo constante

Estudos mostram que nosso cérebro não funciona de maneira ideal se houver variações significativas no fluxo sanguíneo. A curto prazo, se o fluxo sanguíneo para o cérebro é restrito, nosso pensamento pode se tornar um pouco lento. A longo prazo, o fluxo sanguíneo restrito aumentará a chance de doenças neurodegenerativas, incluindo a doença de Alzheimer.

Nosso cérebro também depende de um fluxo constante de glicose, prejudicado se o fluxo sanguíneo para o cérebro for retardado. O cérebro humano corresponde a cerca de apenas 2% da nossa massa corporal total, mas consome cerca de 20% do nosso suprimento de glicose. Isso mostra o quão exigente é o nosso cérebro para o sangue e o açúcar, e para o mantermos em bom estado, precisamos garantir um fluxo sanguíneo constante e adequado.

Como permanecer sentado afeta o fluxo sanguíneo

Um estudo recente foi publicado no Journal of Applied Physiology com pesquisadores de vários centros médicos no Reino Unido. Eles estudaram 15 pessoas que trabalhavam em escritório, homens e mulheres saudáveis, com idade média de 38 anos. Todos foram estudados em 3 condições diferentes.

Em todas as situações, o fluxo sanguíneo para o cérebro foi estudado com uma cinta de cabeça com monitor de ultrassom. Na primeira situação, os voluntários ficaram sentados em uma mesa por 4 horas, sem se levantar, exceto nos intervalos para usar o banheiro.

Para a segunda situação, eles foram estudados por 4 horas, mas eles se levantavam depois de 2 horas, quando andavam lentamente por 8 minutos, depois sentavam-se novamente por 2 horas sem se levantar. Na terceira situação, eles se levantaram a cada 30 minutos e caminhavam no escritório por 2 minutos, depois voltavam a se sentar.

Os resultados mostraram que o fluxo sanguíneo para o cérebro caiu significativamente nas duas primeiras situações. Na terceira situação, quando se levantavam da cadeira a cada 30 minutos para uma caminhada de 2 minutos no escritório, o fluxo sanguíneo cerebral permanecia estável e até subia ligeiramente.

Outra razão para não ficar muito tempo sentado

Já discutimos várias boas razões para não ficarmos sentados em um lugar por muito tempo. A melhor coisa é levantar-se da sessão e, pelo menos, ficar em pé e se esticar a cada 20 ou 30 minutos. Ainda melhor do que o alongamento é caminhar por um minuto ou dois para retomar o fluxo de sangue através de seu corpo – e também seu cérebro. Você consegue tirar um tempo para pensar e ter um melhor desempenho e, ao mesmo tempo, ajuda a prevenir doenças neurodegenerativas a longo prazo.

Para encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, vá até a Procuramed.com

Leia também na ProcuraMed:

Como a movimentação pode ajudar sua saúde

Ficar muito tempo sentado favorece a ansiedade?

Esta postagem também está disponível em: Inglês