acinas contra COVID-19

Por que o Brasil lidera os testes de vacinas contra COVID-19

Medicamento,

O Brasil ocupa, há muitas semanas, o posto o número 2 do mundo em número de casos de COVID-19. Mas muitas pessoas não sabem que o Brasil pode ser o país mais importante do mundo agora para testes de vacinas contra a doença. As autoridades de saúde também estão otimistas de que o Brasil pode ser um dos primeiros países a distribuir amplamente uma vacina eficaz. Mas você sabe os motivos disso?

Muitos casos = resultados mais rápidos

Quando os pesquisadores realizam o teste de Fase III de qualquer vacina, eles administram doses em milhares de pessoas para ver se ela realmente funciona para prevenir a doença. Nessa fase, também são avaliados efeitos colaterais inesperados. Para ver se a vacina funciona, os pesquisadores dão a alguns dos voluntários a vacina real, enquanto outros recebem um placebo, sem ingredientes ativos.

Os participantes dos testes não sabem se recebem a vacina real ou o placebo. O “código” só é revelado ao final do estudo, quando os pesquisadores comparam a incidência da doença nos dois grupos. Se a vacina for testada em um país onde a doença é comum, como o Brasil, é mais fácil e rápido saber se a vacina é eficaz. Se a vacina for testada em um país onde a doença é rara, leva muito mais tempo para ver se a vacina está funcionando ou não.

Brasil é líder mundial em vacinas

Outra razão pela qual o Brasil é um lugar ideal para testes é que o Brasil tem um longo histórico de avanços na imunização para muitas doenças (tropicais e outras), como febre amarela e sarampo. Segundo o New York Times, “os estudos de vacinas mais promissores e avançados do mundo contam com cientistas e voluntários do Brasil”. E que o Brasil é “o único país, além dos Estados Unidos, a ter um papel importante em três dos principais estudos”.

Os principais julgamentos do Brasil

Três grandes ensaios foram iniciados para vacinar voluntários no Brasil: com a vacina chinesa Sinovac, a vacina Astra-Zeneca, desenvolvida com a Universidade de Oxford, e a vacina americana, desenvolvida pela gigante farmacêutica Pfizer. Felizmente, os pesquisadores estão encontrando muitos voluntários dispostos. Ainda assim, levará pelo menos mais 3 meses para ver se cada uma das vacinas é eficaz e segura.

Após aprovação

A maior vitória será um resultado bem-sucedido dos testes da Fase III e aprovação do governo. Depois disso, a produção e distribuição real de uma vacina é uma tarefa enorme, com muitas etapas logísticas, incluindo a fabricação de esterilizados e possíveis canais de distribuição que requerem refrigeração.

A demanda excederá a oferta por um longo tempo, portanto, dependendo do seu perfil de risco, você pode ter que esperar muitos meses para receber sua dose. No entanto, se uma das vacinas testadas no Brasil apresentar bons resultados nos ensaios de Fase III, o Brasil provavelmente terá acesso prioritário, antes da maioria dos outros países.

De fato, o Brasil assinou acordos (com a Sinovac e a Astra-Zeneca), para garantir que o país tenha acesso a 220 milhões de doses de vacinas até o início de 2021. O Brasil vai importar a matéria-prima para a vacina e depois irá fabricá-la aqui.

E a vacina russa?

Pode parecer que a espera é para sempre, mas a alternativa de uma vacina testada de forma inadequada é arriscada. Uma vacina que é lançada antes do teste completo (como a vacina russa) pode resultar em um medicamento que não produz imunidade adequada ou pode até mesmo levar a um efeito colateral muito infeliz, chamado reforço imunológico. Nesta situação, algumas pessoas vacinadas adquirem doença mais grave se forem expostas ao vírus, pior do que se não tivessem recebido a vacina!

Nossa previsão é que, após testes adequados, pelo menos uma dessas três vacinas que estão sendo testadas no Brasil apresentará boa eficácia, sem grandes riscos. Precisamos ser pacientes e esperar que os estudos de Fase III sejam concluídos. Nesse meio tempo, não podemos deixar de lado máscaras, distanciamento social e lavagem das mãos para nossas melhores defesas.

Para encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, vá até a ProcuraMed.com

Leia também na ProcuraMed:

Como lidar com o esgotamento em tempos de COVID-19

Como uma medida simples pode aumentar muito a proteção contra a COVID-19

Esta postagem também está disponível em: Inglês

Médicos recomendados

Este artigo é relacionado a especialidade Infectologia. A lista abaixo são de médicos relacionados a esta especialidade.

VEJA MAIS MÉDICOS