amenizar as ondas de calor

Dicas para amenizar as ondas de calor durante a menopausa

Mais Saúde Woman,

O período da menopausa e os anos que a antecedem podem ser um momento especialmente desafiador para as mulheres. Para muitas, o sintoma mais perturbador são as ondas de calor. Para ajudar a entender melhor este período, reunimos neste post todas as informações mais recentes e algumas dicas de tratamento.

Sintomas de ondas de calor

As ondas de calor são uma forte sensação que se manifesta mais intensamente na cabeça e na parte superior do tórax. Essa sensação de calor dura tipicamente de um a cinco minutos. Uma mulher com uma forte onda de calor pode sentir como se tivesse malhado vigorosamente em uma sala quente com roupas pesadas. A sudorese pode ocorrer e, se ocorrerem à noite, é chamada de suores noturnos.

Sintoma muito comum da menopausa

Cerca de 75% das mulheres relatam ondas de calor nos anos que antecederam a menopausa. A intensidade varia muito entre as mulheres: algumas apresentam sintomas intensos (com sudorese diurna), enquanto outras apresentam lampejos pouco perceptíveis.

Quando eles ocorrem

As ondas de calor geralmente começam por volta dos 40 anos, mas há mulheres que apresentam esse sintoma da menopausa ainda na casa dos 30 anos. Este período é chamado de perimenopausa. Nele, a função dos ovários diminui e a produção de estrogênio se torna irregular e diminui gradualmente. As ondas de calor geralmente param dentro de um ano ou dois após a menopausa (definida como 12 meses consecutivos sem menstruação). Em 10% das mulheres, elas podem ocorrer por mais anos. Sem tratamento, a fase de ondas de calor dura em média 7 anos.

A causa

Os pesquisadores acreditam que o que leva às ondas de calor é uma perturbação no centro de termorregulação no cérebro, causada pelas alterações nos hormônios secretados pelos ovários. O centro de termorregulação funciona como o nosso termostato interno. As mulheres que têm ondas de calor têm um termostato excessivamente sensível. Qualquer ligeiro aumento na temperatura ambiente, ou mesmo a ingestão de líquidos quentes, pode desencadear essa intensa resposta no termostato interno.

Durante uma onda de calor, o corpo desvia o sangue do núcleo e dos órgãos internos para a superfície. Os vasos sanguíneos se dilatam na pele, particularmente na parte superior do corpo, levando à sensação de calor intenso.

Tratamento

O tratamento mais eficaz para as ondas de calor é a reposição hormonal. Este tratamento acarreta alguns riscos, mas funciona bem para a maioria das mulheres. Os benefícios e riscos e os diferentes tipos de reposição de hormônios devem ser discutidos com um ginecologista.

Algumas mulheres também encontram alívio das ondas de calor com remédios de ervas, meditação ou exercícios, embora grande parte dos estudos sobre esses tratamentos alternativos mostra que eles não ajudam a maioria das mulheres.

As alternativas aos hormônios que são comprovadamente úteis incluem medicação antidepressiva, ou as drogas gabapentina ou pregabalina.

Mas é possível também incluir algumas mudanças simples de comportamento e que ajudam a amenizar as ondas de calor, como usar roupas em camadas, beber água fria e colocar uma bolsa com gelo sob o travesseiro ou nos pés durante a noite. Quartos e bebidas quentes podem ser gatilhos para as ondas de calor, então é prudente evita-los. Ter sempre um ventilador soprando em direção ao rosto e à parte superior do corpo também pode ser um grande aliado. Algumas mulheres relatam que o aumento do consumo de soja na sua dieta também ajuda.

Se você é uma mulher com ondas de calor, saiba que é possível buscar ajuda. Discuta as opções com um ginecologista de confiança.

Para encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, vá até a ProcuraMed.com

Leia também na ProcuraMed:

Como o ataque cardíaco pode apresentar sintomas diferentes em mulheres

O modelo da cueca influencia na fertilidade masculina?

Esta postagem também está disponível em: Inglês

Médicos recomendados

Este artigo é relacionado a especialidade Ginecologia e Obstetrícia. A lista abaixo são de médicos relacionados a esta especialidade.

VEJA MAIS MÉDICOS