cirurgia bariátrica 

O sucesso a logo prazo da cirurgia bariátrica 

Doenças,

À medida que a incidência de obesidade aumenta, a cirurgia para perda de peso (ou bariátrica) também se torna mais comum. A logo prazo, essas cirurgias têm se mostrado eficazes não apenas para perda de peso, mas também para outros problemas associados à obesidade, como diabetes e ataque cardíaco.

Estudo bariátrico recente

Um dos principais centros médicos dos EUA, a Cleveland Clinic (Ohio), publicou estudo sobre o tema em 2 de setembro de 2019 no Journal of American Medical Association.  Os pesquisadores analisaram os registros médicos de 2.300 pacientes obesos submetidos à cirurgia bariátrica. Durante 8 anos, esse grupo foi comparado com outro, de 11.500 pessoas que não fizeram cirurgia.

Os pacientes nos dois grupos foram “pareados”, o que significa que os pesquisadores tentaram garantir que os dois grupos tivessem as mesmas características de saúde, de modo que a única diferença entre eles era a submissão ou não à cirurgia para perda de peso. Todos os participantes de ambos os grupos tinham diabetes no início do estudo.

Resultados

Os pesquisadores mediram a incidência de algumas condições após 8 anos: ataque cardíaco, insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral, fibrilação atrial, doença renal e se o paciente morreu. 

Com o estudo, os pesquisadores descobriram que 31% dos pacientes submetidos à cirurgia morreram ou sofriam de uma ou mais das condições avaliadas. Em comparação, entre as pessoas que não fizeram cirurgia, 48% morreram ou sofreram uma dessas condições durante os 8 anos.

Portanto, houve uma redução de 40% no risco de morte ou de uma das complicações da obesidade para os participantes do estudo que haviam se submetido à cirurgia bariátrica. Além disso, as pessoas que foram submetidas à cirurgia perderam em média 15% mais peso do que o grupo sem cirurgia. O estudo também apontou que o grupo operado exigiu menos remédios para diabetes e menos medicamentos para controlar a pressão alta e o colesterol.

Um estudo “observacional”

Discutimos neste blog sobre os vários tipos de pesquisas, e o estudo da Cleveland Clinic foi “observacional”, o tipo mais comum. É um bom estudo, mas o melhor tipo seria um estudo “prospectivo duplo-cego”, que os pesquisadores começaram agora. Ele levará vários anos até que resultados mais precisos sejam divulgados.

Recomendações do estudo

Com base nos resultados, os pesquisadores recomendam que a cirurgia para perda de peso seja o melhor tratamento para algumas pessoas obesas com diabetes, em oposição ao tratamento mais tradicional de dieta e medicamentos.

Quem deve fazer a cirurgia

Existem vários tipos de cirurgia para perda de peso disponíveis, e qual é a mais apropriada para qual paciente depende de vários fatores, incluindo a preferência do cirurgião. Em geral, a cirurgia para perda de peso é indicada apenas para pessoas com um índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 40, ou para aquelas com um IMC igual ou superior a 35, se tiverem condições relacionadas à obesidade, como diabetes ou pressão alta.

A maioria desses procedimentos é realizada atualmente com um laparoscópio (um telescópio introduzido através de pequenas incisões no abdômen), o que torna a recuperação mais rápida, mas ainda existem riscos. Portanto, a cirurgia é considerada apenas para pessoas que não conseguiram perder peso por outros meios.

Em breve, publicaremos um post escrito por um cirurgião bariátrico, com mais informações sobre as várias opções de cirurgia.

Para encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, vá até a ProcuraMed.com

Leia também na ProcuraMed:

Como o uso precoce de antibióticos pode levar à obesidade infantil

Como a obesidade pode aumentar os riscos de câncer

Esta postagem também está disponível em: Inglês

Médicos recomendados

Este artigo é relacionado a especialidade Cirurgia Geral. A lista abaixo são de médicos relacionados a esta especialidade.

VEJA MAIS MÉDICOS