aumentar muito a proteção contra a COVID-19

Como uma medida simples pode aumentar muito a proteção contra a COVID-19

Doenças,

Quando a pandemia de COVID-19 foi declarada, a recomendação era que apenas pessoas com sintomas ou contato com a doença precisavam usar máscara. Até que pesquisadores perceberam que há pessoas com COVID-19 que não apresentam sintomas, mas ainda podem espalhar o vírus – foi quando as autoridades de saúde pública recomendaram o uso de máscara para todas as pessoas.

Acreditava-se que usar máscara era uma ferramenta não tão importante para quem usava, mas para as pessoas que estavam ao redor. Os dados mais atuais indicam, porém, que os benefícios para quem usa máscara podem ser muito maiores. O que também pode ser um estímulo para que cada vez mais pessoas adotem o hábito.

Como as máscaras podem ajudar quem as utiliza

O único tipo de máscara que comprovadamente impede a infecção pelo novo coronavírus é a máscara N95, indisponível ao público em geral e até escassa para profissionais médicos. A razão pela qual ela é superior é porque possui aberturas pequenas o suficiente para bloquear a maioria das partículas de vírus (ao contrário das máscaras de tecido), além de ter um ajuste personalizado e seguro ao rosto.

Quantidade de vírus recebida é crítica

A Dra. Monica Gandhi, diretora de pesquisa em AIDS da Universidade da Califórnia, em São Francisco (EUA), explica que, embora máscaras caseiras ou cirúrgicas padrão não impeçam a entrada de 95% do vírus, elas bloqueiam o suficiente para fazer uma diferença real. Ela menciona vários estudos que provam que quanto mais vírus forem inalados, mais doente alguém ficará.

Se você respirar uma pequena quantidade de vírus, talvez não seja infectado ou, se o fizer, a infecção provavelmente será relativamente leve. Se você inalar uma dose grande, é mais provável que fique gravemente doente ou até morra de COVID-19. 

Isso é cientificamente comprovado com outras doenças. Um estudo publicado em 2015 deu aos voluntários várias doses de um vírus influenza. Os resultados apontaram que aqueles que receberam doses mais altas ficaram mais doentes, com mais problemas de tosse e respiração.

Todos devemos usar máscaras quando estivermos de fora de casa

Vários funcionários da saúde pública promoveram a ideia de sempre usar máscaras fora de casa. O Dr. Robert Redfield, diretor do Centro de Controle de Doenças (EUA), diz que “se conseguirmos que todos usem máscaras agora, podemos controlar o COVID-19 dentro de quatro, seis ou oito semanas”.

Se alguém não quiser usar máscara

É normal você ficar chateado quando toma todas as medidas preventivas, mas se depara com alguém que simplesmente ignora a recomendação de uso de máscara. Uma forma de auxiliar essas pessoas à reflexão é perguntar se ficariam confortáveis ​​se fizessem uma cirurgia e os cirurgiões e enfermeiros da sala não usassem máscaras. É claro que não se sentiriam. 

O uso de máscaras não deve ser uma questão política, mas uma questão de bom senso. Se você se preocupa com a sua saúde e com a de outras pessoas, mantenha esse hábito. Simplificando: quanto mais as pessoas resistem ao uso de máscaras, por mais tempo irá durar a pandemia.

Para encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, vá até a ProcuraMed.com

Leia também na ProcuraMed:

Tratamento experimental pode ter curado brasileiro de HIV

Mais pessoas com COVID estão sobrevivendo ao ventilador pulmonar

Esta postagem também está disponível em: Inglês

Médicos recomendados

Este artigo é relacionado a especialidade Infectologia. A lista abaixo são de médicos relacionados a esta especialidade.

VEJA MAIS MÉDICOS