a dieta mediterrânea pode acalmar a psoríase

Como a dieta mediterrânea pode acalmar a psoríase

A psoríase é uma condição comum da pele que afeta cerca de 2% das pessoas adultas. Uma nova pesquisa relata que manter uma dieta mais saudável, semelhante a uma dieta mediterrânea, pode acalmar os sintomas da doença.

O que é psoríase?

A psoríase é uma inflamação crônica da pele que resulta em manchas escamosas em várias partes do corpo, mais comumente nas superfícies articulares, como cotovelos e joelhos. É uma doença autoimune e começa quando células T mal funcionantes (um tipo de glóbulo branco) atacam as células da pele, pensando que são invasoras. A pele reage aumentando muito a rapidez com que produz novas células.

Células normais da pele duram de 28 a 30 dias. Na psoríase, as células duram apenas de 3 a 5 dias e depois são eliminadas. A pele é produzida tão rapidamente que começa a apresentar os flocos característicos e manchas vermelhas.

Não passa de pessoa para pessoa

É importante ter em mente que a psoríase não é contagiosa. Ela pode ter um componente genético e alguns fatores parecem desencadeá-la, como estresse, lesão, alguns medicamentos, excesso de álcool ou infecção.

Dieta mediterrânea e psoríase

Manter uma dieta saudável ajuda a diminuir a gravidade da doença. Esta foi a conclusão de um recente estudo francês, publicado no JAMA Dermatology em 25 de julho de 2018. Nesta pesquisa, cerca de 36.000 cidadãos franceses foram cuidadosamente pesquisados ​​sobre os detalhes de sua dieta. Com base em suas respostas, suas dietas foram classificadas como ruim, moderada ou boa, levando em consideração o quanto ela estava próxima de uma dieta mediterrânea.

A dieta mediterrânea é considerada uma das mais saudáveis. Ela enfatiza as gorduras monoinsaturadas e é rica em vitaminas A, D, E, ácido fólico e ácidos graxos ômega-3. Todas estas substâncias são antioxidantes e anti-inflamatórias. A dieta enfatiza frutas e legumes, vegetais, cereais, pão, peixe, nozes e azeite extra-virgem. Nesta dieta, carne, laticínios e álcool são limitados à ingestão de baixa a moderada.

Resultados do estudo da dieta mediterrânea

A pesquisa francesa mostrou que as pessoas que seguiam uma boa dieta (isto é, perto de uma dieta mediterrânea ideal) tinham chance 29% menor de ter sintomas graves de psoríase em comparação com pessoas que mantinham uma dieta ruim. As pessoas no meio – o grupo moderado – tiveram chance 22% menor de sintomas graves.

Como esta dieta funciona

Os alimentos da dieta mediterrânea diminuem a inflamação do corpo inteiro. Quando a inflamação diminui, a produção excessivamente rápida de células da pele também diminui e os sintomas melhoram.

Se você tem psoríase

Embora este estudo tenha mostrado apenas uma diminuição do risco de sintomas graves, há relatos de pessoas curadas ou pelo menos alcançando uma remissão a longo prazo quando mudaram de uma dieta ocidental insalubre para uma dieta mediterrânea saudável. Certamente isso vale a pena tentar. Ela pode ajudar a reduzir sua necessidade de medicações tópicas e orais, algumas das quais acarretam o risco de efeitos colaterais significativos.

Para encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, vá até a Procuramed.com

Leia também na ProcuraMed:

Como duchas frias podem beneficiar sua saúde

5 usos da aloe vera em benefício da sua saúde

Esta postagem também está disponível em: Inglês