Guarde os abraços para 2021

Guarde os abraços para 2021; o céu pode esperar

Comportamento,

O Dr. Anthony Fauci, diretor do National Institutes of Health, é a voz mais respeitada nos Estados Unidos em relação à COVID-19. Recentemente, ele disse: “Pela primeira vez em mais de 30 anos, não vou passar as festas de Natal com minhas filhas”. Apesar de muitas pessoas falarem o contrário, reunir-se para uma festa ou jantar em um ambiente fechado este ano não é seguro.

O risco de alguém transmitir o novo coronavírus para outra pessoa, ou para várias pessoas, é muito alto, mesmo que todos sejam testados e com resultados negativos antes do evento. Pense nisso: muitos hospitais não têm leitos de UTI disponíveis, e não é possível saber se você precisará de um caso seja infectado. Às vezes, até mesmo pessoas jovens acabam em estado grave com COVID-19. É como uma Roleta Russa: você pode acabar infectado, sem sorte, sem uma cama de hospital disponível. A sua festa vale esse risco?

O melhor a fazer agora é reprogramar sua reunião de família ou festa para daqui a alguns meses, quando a situação estiver muito melhor. Se você realmente ama seus amigos e parentes, não os coloque nesta situação de risco, especialmente se algum deles for mais velho ou tiver problemas de saúde. E mesmo que a política publicada seja “sem mudanças”, durante a pandemia, muitas companhias aéreas, hotéis e AirBNBs permitirão que você remarque para outra data, sem penalidade. Você provavelmente não pode fazer isso online, mas é muito possível que consiga telefonar e explicar a situação.

Apesar de todas essas recomendações, algumas pessoas vão se reunir em grupos. Se for o seu caso, aqui estão algumas sugestões para tornar a situação menos perigosa. Ainda não é seguro, mas essas dicas podem reduzir risco.

A seguir, compartilho uma mensagem (editada) que deixei em um dos meus grupos do WhatsApp, dizendo que não iria a uma festa de Natal, e fiz sugestões para as pessoas que compareceram:

Olá, obrigado pelo convite, mas não vou. Espero que na próxima festa eu esteja aí. Primeiro, leia esta manchete do correiosc.com.br. de hoje! 

Santa Catarina tem mais de 27 mil casos ativos da Covid [e as UTIs estão lotadas]”.

Falando como médico, existem algumas coisas que você pode fazer para reduzir o risco e estar relativamente seguro em uma festa (por agora e em encontros futuros). 

  • Perguntar aos convidados com antecedência sobre febre e sintomas é bom, mas, além disso, quem teve contato recente com alguém com possíveis sintomas de COVID não deve ir à festa. Você, ou eles, ainda podem carregar e transmitir o vírus a outras pessoas, embora se sintam bem (são assintomáticos).
  • Abra todas as janelas, use ventiladores e ar condicionado, se os tiver. Quanto mais movimento do ar, quanto mais vento, melhor.
  • Designe uma pessoa de cada vez para se servir. Assim, várias pessoas não precisam manusear os utensílios usados ​​por outras.
  • Se puder, permaneça e coma do lado de fora!
  • Para evitar que as pessoas misturem copos, marque seus nomes neles antes do evento, para que não sejam compartilhados.
  • Não se amontoe em ambientes pequenos e mal ventilados, como a cozinha. Quanto menos pessoas na cozinha e em outras salas fechadas, melhor.
  • Ainda que você esteja fora, você deve ficar a pelo menos 2 metros de distância de outras pessoas, mesmo que todos estejam usando máscara (máscaras ajudam, mas não são perfeitas).
  • Coloque algumas barreiras físicas para lembrar às pessoas de se manterem distantes.
  • Se você é o anfitrião da festa, é sua responsabilidade certificar-se de que os convidados estejam usando suas máscaras corretamente – ou seja, que suas máscaras cobrem completamente suas aberturas nasais e boca. Algumas pessoas ficarão desleixadas e é sua responsabilidade lembrá-las de arrumar as máscaras!
  • Quando você come e bebe, você remove sua máscara, e é nesse momento que você e outras pessoas ao seu redor ficam mais vulneráveis. Mantenha uma distância de 2 metros entre você e outras pessoas o tempo todo, em especial nesses momentos!
  • Torne o evento mais curto. Em alguns meses, você pode ter um evento maior. Ao enviar os convites, especifique uma hora de término. Quanto mais tempo você passa perto de outras pessoas, maior o risco.
  • Faça uma festa mais silenciosa. Se as pessoas estiverem cantando ou falando alto, mesmo com uma máscara, e estiverem infectadas, elas espalharão muito mais vírus para você e seus convidados.
  • Sirva menos álcool que o normal. Pessoas bêbadas têm muito mais probabilidade de esquecer as precauções contra a COVID-19.

Guarde os abraços para 2021. O céu pode esperar.

Para encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, vá até a ProcuraMed.com

Leia também na ProcuraMed:

O que significam os testes falso-positivo e falso-negativo para COVID-19? 

A razão da segunda onda da COVID-19 nos EUA

Esta postagem também está disponível em: Inglês

Médicos recomendados

Este artigo é relacionado a especialidade Infectologia. A lista abaixo são de médicos relacionados a esta especialidade.

VEJA MAIS MÉDICOS