carne vermelha faz bem ou mal

Afinal, carne vermelha faz bem ou mal para nossa saúde?

Alimentação,

Em nosso último post, listamos 9 fontes de proteína saudáveis, que são alternativas às carnes vermelhas. Mas também é importante salientar que, no dia 1° de outubro de 2019, um artigo publicado no Annals of Internal Medicine concluiu que a carne vermelha pode não ser tão prejudicial. Mas afinal, ela faz bem ou mal para nossa saúde?

Este é um exemplo perfeito de pesquisa que é um choque, porque contraria todos os outros artigos que lemos. Após essa nova pesquisa, vários meios de comunicação publicaram artigos, basicamente dando luz verde para comer quanta carne que você quiser. Mas essa recomendação é suspeita em vários níveis.

Esse tipo de estudo é particularmente chamativo, o que favorece que seja explorado pela mídia. Resultados chocantes ganham manchetes e muitos cliques – e também por esses motivos, ganham as revistas médicas. Vamos analisar alguns fatores que nos fazem questionar a recomendação de que não importa quanta carne vermelha comemos.

Resultados questionados

A primeira é que este estudo recebeu uma refutação enorme e rápida de muitas autoridades médicas respeitadas. Isso não significa que o novo estudo seja falso, mas sugere que algo pode estar errado. De acordo com o New York Times, “A American Heart Association, a American Cancer Society, o Harvard  Escola de Saúde Pública Chan e outros grupos atacaram as descobertas e a revista que as publicou”.

Pesquisa com interesses suspeitos

Outro ponto importante é que o mesmo grupo de pesquisadores que publicou o artigo sobre a carne, NutriRECS, também já havia publicado um artigo em 2016 questionando a evidência de que o açúcar não era saudável. O estudo do açúcar foi apoiado pelo ILSI, um grupo comercial da indústria do agronegócio, alimentos e indústria farmacêutica. A Coca-Cola é fundadora deste grupo. Nós nos perguntamos sobre a possibilidade de viés financeiro e das coincidências, já que alguns dos mesmos autores que antes disseram que o açúcar estava ok, agora também dizem que a carne também está ok.

Segundo o New York Times, o ILSI “é acusado há muito tempo pela Organização Mundial da Saúde e por outros de tentar minar as recomendações de saúde pública para promover os interesses de seus membros corporativos [ganhar mais dinheiro]”.

Questionamentos sobre séries de pesquisas anteriores

Outro ponto importante que acende um alerta sobre os autores deste estudo é que eles alegam que quase toda pesquisa nutricional é de baixa qualidade. O argumento que usam é porque as pesquisas são observacionais, e não controladas randomizadas – mesmo que a pesquisa controlada randomizada em nutrição seja quase impossível por várias razões. 

A conclusão de maior predominância nas pesquisas relacionadas à carne vermelha mostra uma associação entre comer mais carne vermelha, e especialmente carne processada, com maior risco de diabetes, doenças cardiovasculares, certos tipos de câncer e morte precoce. Para os autores do estudo publicado em 1° de outubro, como as pesquisas anteriores são observacionais e não controladas, não devemos acreditar nos resultados e não devemos aconselhar as pessoas a mudarem suas dietas com base em nesses estudos.

Falta de olhar sobre a cadeia produtiva

Por fim, embora os pesquisadores possam argumentar que vários estudos observacionais anteriores estejam certos ou errados, ninguém discute sobre os custos ambientais da carne. Produzir carne vermelha, em comparação com o cultivo de alimentos à base de plantas ou mesmo frango e porco, causa tremendamente mais danos ao meio ambiente. Se esperamos que nós e nossos netos vivamos uma vida decente na Terra, a sustentabilidade é uma parte importante de qualquer cálculo sobre o que é saudável ou não.

Para encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, vá até a ProcuraMed.com

Leia também na ProcuraMed:

Novos anticoagulantes para a fibrilação atrial

HIIT: O exercício intervalado de alta intensidade

Esta postagem também está disponível em: Inglês

Médicos recomendados

Este artigo é relacionado a especialidade Cardiologia. A lista abaixo são de médicos relacionados a esta especialidade.

VEJA MAIS MÉDICOS