Coma menos carne

Quer ajudar o meio ambiente? Coma menos carne.

Alimentação

Muitos de nós provavelmente sabemos que comer menos carne pode beneficiar nossa saúde. E um relatório publicado nesta semana na revista médica britânica The Lancet não apenas reforça os motivos para comer menos carne, especialmente carne vermelha, mas também nos dá outra boa razão: ajudar nosso planeta a sobreviver às mudanças climáticas.

O relatório da Lancet,escrito por 37 especialistas de 16 países, recomenda mudanças radicais na dieta que provavelmente não são práticas agora em países como o Brasil e os Estados Unidos. No entanto, se soubermos e tomarmos medidas, mesmo que pequenas, para comer mais alimentos à base de vegetais e menos carne, estaremos ajudando a nós mesmos e a nossos netos a sobreviver em um planeta cada vez mais aquecido e precário.

Como a carne prejudica o meio ambiente

Há uma diferença surpreendente no impacto ambiental entre criar plantas e criar gado. A pecuária, de gado e cordeiro em particular, exige enormes quantidades de pesticidas, fertilizantes, combustíveis, ração animal e água. Muito mais que a agricultura. Além disso, quantidades inimagináveis ​​de gases de efeito estufa, esterco e produtos químicos tóxicos são liberados, envenenando nosso ar e água.

A produção de carne bovina usa 48 vezes mais água para produzir um quilo de carne do que é necessário para produzir um quilo de vegetais. A produção de carne também libera até 40 vezes mais desses gases nocivo se que causam o efeito estufa em comparação com a produção de vegetais e grãos.

A carne prejudica nossa saúde

Pessoas que comem mais alimentos à base de plantas têm um risco menor de várias doenças em comparação com pessoas que comem muita carne vermelha. A carne vermelha tem alta concentração de gordura saturada, o que aumenta o risco de obesidade, doenças cardíacas, doenças crônicas do fígado, derrame e vários tipos de câncer. Carnes brancas, como aves e peixes, são muito mais saudáveis e as proteínas vegetais são ainda melhores.

Pequenos passos a considerar

Alguns pequenos passos a considerar, como um começo:

  • Planeje um dia sem carne na semana. Substitua a proteína que você obteria da carne com fontes vegetais.

 

  • Adicione alimentos à base de legumes em pratos tradicionais. Por exemplo, adicione cogumelos sauté em hambúrgueres. Ou, quando você estiver em um restaurante, escolha o hambúrguer vegetariano, se oferecido.

 

  • Em duas refeições por dia, coma alimentos à base de vegetais e guarde carne, frango ou peixe para apenas uma das suas refeições diárias.

Por estar ciente das questões ambientais e de saúde envolvidas com a carne, você pode fazer uma contribuição significativa para a preservação do nosso planeta, para você e para as gerações que se estão por vir. Você também provavelmente ficará mais magro e saudável!

Para encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, vá até a Procuramed.com

Leia também na ProcuraMed:

Por que a carne vermelha pode causar câncer?

Conheça as proteínas que estão além das carnes

Esta postagem também está disponível em: Inglês

Médicos recomendados

Estes são alguns médicos recomendados na ProcuraMed.

VEJA MAIS MÉDICOS