oraquick HIV test

Americanos podem testar infecção por HIV em casa

Em muitos aspectos, o Brasil tem estado na vanguarda na luta contra a Aids, mas os EUA têm feito um trabalho melhor quanto à realização do teste fácil de HIV. Em 2002, os equipamentos de saúde pública americana disponibilizaram o resultado em 20 minutos, usando apenas um cotonete bucal – a amostra de sangue deixou de ser necessária.

oraquick HIV test

Apenas no ano passado, o Brasil começou a oferecer o teste rápido, com resultado em 20 minutos (embora, utilizando uma gota de sangue em vez de um cotonete oral). Porém, os EUA deram mais um salto à frente, lançando um novo exame. A OraQuick IN-Home Kit Teste de HIV já está sendo comercializada nos Estados Unidos. Por esse método, as pessoas podem realizar o teste em casa, sozinhas, usando a técnica do cotonete oral simples, e obter o resultado em 20 minutos. Não é preciso exame de sangue e nem de um médico.

Cada kit de teste custa cerca de US$ 40 (cerca de R$ 80) e o fabricante está disponibilizando uma linha direta 24 horas, gerenciada por uma equipe de operadores treinada e bilíngue (inglês e espanhol), de modo que os que ficaram preocupados ou obtiveram resultado positivo podem ligar e pedir aconselhamento.

Esse teste caseiro usa a mesma tecnologia e o mesmo procedimento da rede pública e dos consultórios médicos, onde, desde 2002, o teste foi implantado para ser quase 100% preciso. Para o  novo teste, no entanto, antecipa-se que será ligeiramente menos preciso, como também algumas pessoas podem não manusear o kit adequadamente.

Como New York Times observa em um artigo recente:

O teste OraQuick é imperfeito. Apresenta cerca de 100% de precisão ao indicar que uma pessoa não está infectada e, de fato, não está. Mas a precisão é de apenas 93% quando aponta resultado negativo e a pessoa realmente está infectada, o que ocorre quando o corpo ainda não produziu os anticorpos que o teste detecta.

O teste OraQuick identifica anticorpos contra o vírus HIV, e quando uma pessoa se infectou, pode demorar um mês ou mais até seu organismo produzir anticorpos em nível suficientemente elevado para ser detectado por meio do teste. Assim, no início de uma infecção por HIV, a pessoa será contagiosa para os outros (já que têm o vírus em seu sangue e secreções), mas, uma vez que não produziu anticorpos suficientes, o resultado do teste será negativo para a Aids. Apenas um mês ou dois mais tarde, o teste da OraQuick ou qualquer outro que detecte esses anticorpos dará positivo.

O FDA dos EUA (Food and Drug Administration) – agência americana que regula medicamentos e alimentos, como a Vigilância Sanitária brasileira – levantou preocupações sobre a chance de algumas pessoas, vendo que seu teste caseiro negativo (normal), dispensarem as precauções com o uso de preservativos, e que pode ser um erro se o teste resultar em um “falso normal”.

Além disso, não usar o preservativo expõe um parceiro a DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) potenciais, como a gonorréia. Portanto, a melhor recomendação é praticar o sexo seguro independentemente do que o resultado mostra.

Em 5 de outubro, o New York Times mencionou que é provável que muitas pessoas comecem a sugerir o teste a potenciais parceiros sexuais e também a si mesmos. Provavelmente, este será, pelo menos, em um primeiro momento, um tema muito sensível para tratar com um parceiro sexual. Os estudos de pré-venda da OraSure têm mostrado que alguns potenciais parceiros se recusam a ser testados e outros simplesmente vão embora quando um teste é sugerido. A maioria dos parceiros sexuais, no entanto, foi receptiva à idéia.

No geral, apesar do fato de o teste domiciliar não ser perfeito, e nem muito barato, nesse ponto, sente-se que quanto mais as pessoas se examinam, melhor é para a saúde pública, e que, inevitavelmente, o teste caseiro, ainda incomum, será mais difundido. Embora esteja disponível apenas nos EUA, vamos mantê-lo atualizado sobre quando e se o teste domiciliar será disponibilizado no Brasil.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.

Esta postagem também está disponível em: Inglês