Mais Saúde

Pesquisa aponta que se movimentar aumenta a felicidade

Por diversas vezes publicamos artigos ressaltando os benefícios para a saúde física de deixar o sedentarismo. Um novo estudo, feito na Universidade de Cambridge e publicado em PLOSone, também reforça um efeito psicológico importante do movimento: o aumento da felicidade.

Benefícios físicos de se mover mais

Os benefícios físicos de se mover mais incluem: menor risco de diabetes e obesidade, menor risco de desenvolver certos tipos de câncer e um sistema cardiovascular mais saudável. É importante ressaltar que “mover-se mais” não se refere aos movimentos feitos durante uma rotina de exercícios. Estamos falando sobre o movimento, principalmente a pé e andando, que uma pessoa faz durante todo o dia, no trabalho ou em casa.

Como o sedentarismo altera seus hormônios

Muitos estudos têm sido feitos em pessoas que não se movem muito – pessoas que, por exemplo, podem ficar sentadas por horas em frente a uma tela de computador no trabalho, ou assistindo TV por horas sem se levantar. O metabolismo dessas pessoas tem sido comparado com pessoas que se movimentam muito.

O que parece acontecer é que longos períodos de inatividade alteram importantes sistemas hormonais no corpo. As pessoas sedentárias mostram um aumento nos hormônios que sinalizam ao corpo que o excesso de calorias no sangue deve ser armazenado como gordura, porque não parecem necessitar de muita energia. Essa gordura acaba se acumulando no abdômen e na região mediana, entre o peito e os joelhos.

Mover-se mais = felicidade

O estudo que relaciona o movimento à felicidade envolveu 12.838 voluntários. Todos eles baixaram um aplicativo para celular que enviava mensagens, em horários aleatórios e variáveis ​​durante o dia, pedindo que relatassem como estavam se sentindo naquele momento. Com uma interface fácil de usar, o usuário poderia relatar se estava com raiva, ansioso, relaxado, triste, feliz e assim por diante.

Usando o acelerômetro dentro do celular, o aplicativo também mediu o quanto o usuário estava se movendo nos 15 minutos antes de relatar seu humor. Os usuários também indicavam se estavam sentados, em pé, correndo, deitados, andando, etc.

Os resultados mostraram que havia uma associação modesta, mas significativa, entre o movimento e os relatos de felicidade. Mesmo que o efeito não fosse enorme, os resultados mostraram consistentemente que, se uma pessoa estava se movendo, ela era mais propensa a ser feliz naquele momento. E isso durante todo o dia: quanto mais a pessoa se movia, mais provável era de ela estar feliz.

Isso não prova que se você se move mais você é mais feliz, mas os pesquisadores suspeitam que isso seja verdade. Atualmente, eles planejam estudos complementares, que envolvem o incentivo às pessoas sedentárias para se mover mais e ver se sua felicidade aumenta.

Linha de fundo

Algumas medidas simples podem ajudar você a se mover mais durante o dia. Evite sentar em na mesma posição por mais de 20 ou 30 minutos. Faça intervalos curtos (de cerca de 15 segundos) e frequentes ao longo do dia para dar alguns passos e se alongar. Se você não pode se levantar, ao menos mexa os pés ou mova seu corpo em torno de sua cadeira ou sofá, mova os braços. Mesmo pequenos movimentos podem ajudar muito a sua saúde!

Se você quer encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

Nove dicas para melhorar um estilo de vida sedentário  

Estudos mostram que exercícios ajudam tratar a depressão

Pesquisa aponta que se movimentar aumenta a felicidade was last modified: fevereiro 7th, 2017 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês