Mais Saúde

Correr pode diminuir o risco de artrite no joelho

Muitas pessoas que correm, em especial corredores de grandes distâncias, ficam preocupadas pensando se o esporte pode favorecer o aparecimento de artrite nos joelhos. Dois novos estudos apontam que essa preocupação é, provavelmente, um mito. E mais: a verdade tende a ser o oposto – correr pode até proteger contra artrite.

O que causa a artrite nos joelhos

A osteoartrite de joelho resulta de um desbaste da cartilagem que amortece a área entre dois ossos. A causa que mais influencia é a idade, mas pessoas obesas também são propensas ao problema. As mulheres têm risco mais elevado, assim como as pessoas com uma histórico de artrite na família. Também podem desencadear o problema o estresse direto na articulação do joelho, lesões repetidas na área, agachamento frequente ou longos períodos em que a pessoa fica de joelhos.

Correr, entretanto, não parece ser uma das causas. O primeiro estudo, publicado no European Journal of Applied Physiology, analisou o nível de “marcadores inflamatórios” (citocinas) nos joelhos dos voluntários antes e depois de correr. Estes marcadores são produtos químicos que aumentam em resposta a danos e inflamação em uma articulação.

Usando uma agulha, os pesquisadores extraíram fluido articular de homens e mulheres saudáveis, todos ​​corredores com idades entre 19 e 35 anos. Os resultados mostraram que os marcadores inflamatórios do joelho diminuíram após 30 minutos de corrida.

Dr. Robert Hyldahl, cientista de exercício, diz: “O que sabemos agora é que, em indivíduos jovens e saudáveis, o exercício cria um ambiente anti-inflamatório que pode ser benéfico em termos de saúde articular a longo prazo”.

Semelhante aos ossos, onde algum grau de estresse parece torna-lo mais forte, o estresse da corrida de alguma forma parece fazer bem à cartilagem protetora do joelho também.

Artrite do joelho em maratonistas?

O segundo estudo examinou a incidência de artrite do joelho e de quadril em 953 corredores de maratona de 37 países ao longo de um período de 16 anos. Surpreendentemente, os resultados mostraram que, em geral, quanto mais milhas uma pessoa corre, menor o risco de artrite. Além disso, os corredores de maratona não tinham risco global mais elevado de osteoartrite do joelho ou do quadril em comparação à população em geral.

Sapatos e superfície de corrida

Essas são ótimas notícias para pessoas que já correm ou para aquelas que pensam em começar a praticar corrida. Mas é importante lembrar de alguns detalhes que garantem a prática saudável do exercício.

Para proteger os joelhos, é importante selecionar calçados certos, tanto para correr e quanto para usar ao longo do dia. De acordo com a Arthritis Foundation (EUA), o ideal para proteger os joelhos é escolher sapatos de sola plana.

A superfície em que você corre é importante também. As mais suaves, como grama ou cascalho, são ideais. Lembre-se também de manter o peso sob controle, já que a obesidade afeta diretamente a sua saúde do joelho.

Em todas as situações, ouça seu corpo. Se não estiver seguro quanto aos exercícios que pratica, busque orientação profissional de um instrutor experiente ou especialista em medicina esportiva.

Se você quer encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

Exercícios para deixar os ossos mais fortes

Como evitar dor na região lombar

Correr pode diminuir o risco de artrite no joelho was last modified: janeiro 10th, 2017 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês