Mais Saúde

Os carboidratos podem proteger seu sistema imunológico durante o exercício

É bom fazer exercícios quando estamos doentes? Provavelmente, a resposta que vem à mente é que não, porque precisamos economizar energia para melhorar. Mas pesquisadores que têm estudado a prática de exercícios e a ação sobre o sistema imunológico apontam que a relação é mais complexa do que se imaginava.

Os peritos australianos e americanos publicaram suas descobertas no Journal of Applied Physiology. O autor principal, Dr. Jonathan M. Peake, recentemente deu uma entrevista onde explicou as principais descobertas, em termos leigos. Aqui está um resumo.

O que acontece com o sistema imunológico durante o exercício?

O corpo reage ao exercício como se fosse um estresse, e certos hormônios são liberados, incluindo cortisol, epinefrina e hormônio do crescimento. Quando não estamos estressados, a maioria de nossas células imunes espera em nossos gânglios linfáticos. Durante o exercício, essas células de combate à infecção são liberadas em nosso sangue.

O que acontece após o exercício?

O número de células que combatem infecções cai. Os pesquisadores sabem disso há anos, mas só recentemente descobriu-se que as células não desaparecem, mas se movem da corrente sanguínea para os nossos tecidos (pulmões, pele, membranas mucosas e parede intestinal), onde podem ser necessárias para lutar contra uma infecção.

Isso é um problema?

Se o exercício é muito extenuante, pode ser um problema se muitas das células forem desviadas para os tecidos. Isso nos torna propensos a uma infecção. Mas se o exercício é relativamente suave, como caminhar ou correr mais moderadamente, nosso sistema imunológico não fica sobrecarregado ou deprimido.

As pessoas que repetidamente executam exercícios muito estressantes têm maior risco de contrair infecções?

A pesquisa sugere que sim, que as pessoas que se exercitam de forma muito pesada, e especialmente as que não descansam o corpo entre os treinos, são mais propensas a terem resfriados e outras infecções respiratórias.

E quanto às pessoas que fazem exercício moderado regular?

Essas pessoas ficam MENOS propensas a infecções respiratórias superiores em comparação às pessoas que são sedentárias ou às que se exercitam de maneira mais pesada.

Existe alguma coisa que as pessoas que treinam mais pesado podem fazer para reduzir o risco de contrair mais infecções respiratórias?

Sim. Durante sessões mais longas de exercício ou sessões de alta intensidade, elas devem ingerir carboidratos suficientes para apoiar o sistema imunológico. Dr. Peake recomenda que entre 30 e 60 gramas de carboidratos sejam consumidas por cada hora de exercício pesado. O resultado é melhor se a pessoa continua a tomar carboidratos adequados também por algumas horas após o exercício.

Há algum outro conselho para que pessoas que se exercitam vigorosamente evitem ficar doentes?

Dr. Peake recomenda coisas simples, mas importante: lavar as mãos com frequência e evitar o contato com pessoas que já estejam doentes.

Se você quer encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

Por que os EUA estão proibindo sabonetes antibacterianos

Um comprimido diário pode prevenir a AIDS?

Os carboidratos podem proteger seu sistema imunológico durante o exercício was last modified: dezembro 19th, 2016 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês