cão em casa ajuda saúde

Ter um cão em casa pode ser muito bom para sua saúde

Muitas pessoas são contra ter um cão dentro de casa porque acreditam que seja um animal que traga muita sujeira. E isso é verdade. Mas estudos recentes mostram que a variedade de novos micro-organismos levados pelos cães para dentro de casa faz muito bem à nossa saúde.

Nossas casas estão cheias de bilhões de bactérias “amigáveis”, fungos e vírus. Provavelmente não estamos cientes disso, mas coexistimos com eles de uma maneira que nos ajuda a permanecer saudáveis. Esses micro-organismos estimulam nosso sistema imunológico e nos ajudam a evitar muitas doenças.

Estudos com crianças que cresceram em famílias com animais de estimação ou em torno de animais de fazenda mostraram os benefícios dessa relação. Os resultados apontam que essas crianças sofreram menos de asma e alergias do que as que crescem em ambientes mais limpos, sem exposição a animais.

A “teoria da higiene”

Os cientistas alertam para o que chamam de “teoria da higiene”. Ou seja, se as crianças passam muito tempo em ambientes muito limpos, mais tarde seus sistemas imunológicos irão reagir exageradamente quando expostos a micro-organismos, inofensivos em outras situações.

Se essas crianças tivessem sido expostas a mais germes quando mais jovens, seus sistemas imunológicos teriam sido estimulados e aprendido a se adaptar a diferentes tipos de substâncias. Assim, seus sistemas imunológicos não seriam tão sensíveis mais tarde.

O sistema imunológico precisa ser “calibrado”

As crianças criadas em ambientes super-limpos podem desenvolver sistemas imunológicos que não foram adequadamente “calibrados”. Estar exposto a uma grande variedade de organismos no início parece ajudar a calibrar o sistema imunológico.

Os cães trazem muitos micro-organismos

Um cão traz muitos micro-organismos novos para dentro de casa. Eles rolam na sujeira e cheiram coisas lá fora que podem ser de alguma forma questionáveis para nós. Eles trazem insetos em sua pele e em suas patas. Pensa-se que os gatos (especialmente os gatos criados ao ar livre) ajudam um pouco os nossos ambientes, mas não tanto como os cães. Isso ocorre porque os gatos costumam se purificar melhor do que os cães.

É claro que os animais têm o potencial de trazer germes prejudiciais, como gatos e a toxoplasmose, e cães e a leptospirose. Mas, em geral, pensa-se que o risco desse dano é menor que o benefício dos animais que trazem organismos úteis.

A pesquisa mencionada ainda está acontecendo, mas isso parece ser outra boa razão para considerar ter um animal de estimação em casa. Como vimos em outros posts, animais de estimação ajudam a diminuir a pressão arterial, diminuir os níveis de estresse e até reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Animais amorosos em casa também levam a efeitos antidepressivos. Clique em alguns dos links abaixo para saber mais.

Se você quer encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

Como o olhar canino pode aumentar nossos níveis do hormônio do amor

Estudos indicam que pets fazem bem ao coração

Crianças com cachorros em casa adoecem menos

Esta postagem também está disponível em: Inglês