trabalho e infertilidade

Trabalhar à noite e levantar peso podem aumentar infertilidade

A infertilidade é um problema comum, afetando entre 10% e 15% dos casais adultos. Ela é definida, muitas vezes, como a incapacidade de conceber após um ano de relações sexuais regulares, sem o uso de contracepção. Hoje damos uma dica para as mulheres que podem ter esse problema.

As estimativas variam, mas estima-se que cerca de 1/3 dos casos de infertilidade é relacionado a um problema com o sistema reprodutivo da mulher. Outro 1/3 dos casais é infértil devido a problemas com o homem, e o outro 1/3 é uma mistura de questões tanto do homem quanto da mulher, ou de problemas desconhecidos.

Um estudo recentemente publicado na Occupational and Environmental Medicine concluiu que as mulheres que trabalham durante à noite ou que exercem atividades que exigem a movimentação de objetos pesados têm maior risco de infertilidade.

Os pesquisadores da Harvard Medical School estudaram 473 mulheres com idades entre 18 e 45 anos. A idade média das mulheres era 35, e o Índice de Massa Corporal médio foi de 23 (não obesas).

As mulheres tiveram contados os números de óvulos imaturos e maduros nos ovários por meio de ultrassom transvaginal. Os pesquisadores também mediram o estrogênio e os níveis de hormônio folículo estimulante no dia 3 do ciclo menstrual de todas as voluntárias.

Hábitos e infertilidade

Os resultados mostraram que as mulheres que trabalhavam em horários diferentes do horário diurno regular e/ou cujo trabalho envolvia a movimentação de objetos pesados tiveram 8,8% menos óvulos imaturos e 14,4% menos óvulos maduros disponíveis para potencial fertilização. O efeito do trabalho noturno e do levantamento de peso foi ainda maior para as mulheres com mais de 35 anos, ou com índice de massa corporal maior que 25 (obeso).

Os pesquisadores não têm certeza das razões para esse efeito, mas sabem que o trabalho noturno interrompe o ritmo circadiano normal e é um estresse sobre o corpo. Ele pode ter múltiplos efeitos negativos, incluindo a obesidade e um maior risco de câncer de mama.

O próximo passo do estudo é avaliar se as mulheres que trabalham durante a noite e/ou com levantamento de peso podem melhorar a fertilidade se mudarem para trabalhos diários e pararem com o trabalho pesado. Entretanto, este estudo sugere que, se você está tentando maximizar sua chance de conceber, é melhor considerar esses fatores.

Outros fatores de infertilidade

Também podem influenciar a fertilidade nas mulheres estar significativamente abaixo do peso ou ter excesso de peso, estresse, má alimentação, tabagismo, excesso de álcool e exercício em demasia. Se você está tendo problemas com a fertilidade, uma escolha sábia seria discutir a sua situação com um ginecologista obstetra ou especialista em fertilidade. Também é importante lembrar que o parceiro tem a mesma probabilidade de ser a causa da infertilidade – então, não esqueça de leva-lo a um especialista também.

Se você quer encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

Brasil ainda lidera ranking de cesarianas desnecessárias

Amamentação e os benefícios para a mulher

Esta postagem também está disponível em: Inglês