prova

Dicas para melhorar seu desempenho em provas e concursos

É época de vestibular e concursos aqui no Brasil, e isso significa muita ansiedade e pressão para se sair bem em um teste que irá determinar se você entrará na universidade desejada ou se irá conseguir aquele emprego que lhe garanta uma vida e um salário melhores.

prova

Felizmente, a pesquisa médica dos últimos anos descobriu um par de técnicas simples que os examinandos podem usar para melhorar suas pontuações. É claro que não há garantias, mas também não há efeitos colaterais. Então, certamente, vale a pena tentar esses métodos.

A primeira técnica contou com vários estudos, ao longo dos últimos 12 anos,  e apoiou seus efeitos benéficos em um de nossos produtos favoritos: sim… goma de mascar!

Em março de 2000, pesquisadores japoneses descobriram que o simples ato de mascar aumenta a atividade do hipocampo, uma parte do cérebro responsável pelas funções de memória. Dois anos mais tarde, com base nesses resultados, pesquisadores da Universidade de Northumbria (Newcastle, Reino Unido) divulgaram um estudo mostrando que os adultos que mascavam chiclete, durante uma sessão de 20 minutos de testes de memória de curto e de longo prazo, apresentaram desempenho de 24% até 36% melhor que as pessoas que não mascavam chicletes.

De 2002 a 2011, pesquisas semelhantes têm sido realizadas e todas mostraram algum benefício da goma de mascar. Vários estudos observaram o humor, a atenção, o estado de alerta e os vários tipos de memória. Alguns mostraram melhorias em algumas dessas funções e não em outras, mas todos apresentaram melhorias com a goma de mascar e nenhum efeito prejudicial.

O último grande estudo, realizado em 2011, a partir de St. Lawrence University (Canton, NY, EUA), analisou 224 estudantes durante uma prova. Um terço não mascou chiclete, um terço mascou a goma antes e durante todo o teste e um terço dos alunos mascou a goma apenas 5 minutos antes do início do ensaio.

Os melhores resultados foram dos alunos que mascaram goma apenas 5 minutos antes do início do teste. Eles mostraram desempenho melhor de 25% até 50% nos testes de memórias diferentes em comparação com os alunos que nada mascaram. Os pesquisadores descobriram, porém, que esta melhora da memória durou somente pelos cerca de 20 minutos subsequentes. Depois isso, o seu rendimento caiu e voltou ao normal. Curiosamente, os alunos que se mantiveram mastigando chicletes durante todo o teste não mostraram melhora contínua durante todo o exame.

Aqueles pesquisadores concluíram que a goma de mascar, usada apenas no início ou mesmo antes do teste, foi a melhor abordagem. Ainda assim, ninguém tem certeza. Uma coisa é certa: mais estudos serão feitos (é barato fazer essa pesquisa) e irão refinar melhor a técnica para mascar chiclete… tal como quando começar, quando parar durante o teste, etc.

Você pode se perguntar por que goma de mascar teria qualquer efeito assim? Os cientistas ainda não têm certeza, porém, a melhor hipótese é a de que o ato de mastigar temporariamente melhora o fluxo sanguíneo para o cérebro, bem como o estado de alerta. Não é uma questão de aumento do nível de glicose no cérebro, pois ambas – gomas sem e com açúcar – apresentaram os mesmos benefícios (sugerimos pastilha elástica, sem açúcar e contendo o ingrediente xilitol).

Finalmente, e brevemente (já que o número de estudos sobre esse tema é muito menor que em relação à goma), há uma outra técnica que pode ajudar durante os testes e que parece diminuir a ansiedade. Alecrim de cheiro, óleo de alecrim ou as folhas si parecem melhorar a “subtração de série e tarefas de processamento visual de informação”, mas, em doses muito elevadas, podem diminuir o humor dos examinados (vamos escrever mais sobre aromas e o cérebro em posts futuros).

Concluindo, parece valer a pena, pelo menos, tentar a goma de mascar para melhorar o seu desempenho nas provas. Se você puder, realize seus próprios estudos sobre como a goma o afeta antes do “grande dia” para verificar se deve mascá-la antes da prova ou de forma intermitente durante todo o exame. Sinta-se livre para nos escrever sobre suas conclusões, pois poderemos compartilhá-las aqui no Mais Saúde!

E boa sorte!

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.