cancer de mama e social

Conexões sociais melhoram sobrevivência ao câncer de mama

Mulheres que possuem fortes conexões sociais sobrevivem mais e superam melhor o diagnóstico de câncer de mama em comparação às que vivem mais isoladas ou solitárias.

A descoberta está em estudo publicado recentemente na revista médica Cancer, que analisou a evolução de mulheres que venceram o diagnóstico de câncer de mama. O objetivo dos pesquisadores foi saber a relação entre a superação e as conexões sociais das mulheres com amigos, família e comunidade.

Solidão aumenta em 40% a recorrência de câncer de mama

O estudo envolveu mais de 9.000 mulheres, acompanhadas, em média, por 11 anos após o diagnóstico. Os resultados mostraram que as mulheres com redes sociais menores tinham risco 40% maior de desenvolver um câncer recorrente.

Mulheres mais solitárias tiveram risco 60% maior de morrer de câncer durante o período de 11 anos em comparação às mulheres com fortes laços sociais. Esta associação entre laços sociais e recorrência de câncer foi especialmente forte em câncer de estágios iniciais.

Um estudo relacionado foi feito em roedores e publicado em 2005. Os ratos que foram mantidos isolados tiveram risco mais elevado de desenvolver o cancro de mama, e os cancros que desenvolveram eram maiores do que os desenvolvidos por ratos que foram mantidos nas gaiolas com outros animais.

Por que as conexões sociais são importantes

As pessoas que desenvolvem câncer e têm uma boa rede de apoio possuem pessoas para levá-los ao médico ou ao tratamento. Também têm amigos para dar apoio direto em quaisquer dificuldades que surgirem.

Mas as vantagens dos laços sociais vão além: quando as pessoas estão solitárias, o sistema imunológico fica deprimido. Da mesma forma, pessoas com laços sociais apresentam sistema imunológico mais saudável, importante para a sobrevivência ao câncer.

A maioria das mulheres sobrevive ao câncer de mama

Estes estudos não significam que as mulheres que vivem sozinhas ou estão sozinhas terão um resultado ruim. A maioria das mulheres, solitárias ou não, sobrevivem ao câncer de mama, especialmente se diagnosticadas nos estágios iniciais. Mas as mulheres com uma rede social forte têm vantagens.

O que você pode fazer nesta temporada de férias

Pode parecer paradoxal, mas durante a temporada de férias, muitas pessoas se sentem mais desconectadas e sozinhas, especialmente aquelas com uma doença grave. O estresse e a depressão que podem naturalmente experimentar após o diagnóstico pode aumentar quando todos ao seu redor estão em ritmo de férias.

Durante essas semanas, lembre-se de alguém com câncer ou uma doença grave. Dê-lhes um presente que não custa nada. Chame, envie mensagem, ou melhor, faça uma visita. Deixe-as falar sobre seus sentimentos.

Assim como o estudo mencionado aponta para as vantagens das relações na sobrevivência ao câncer de mama, é provável que resultados semelhantes seriam encontrados em outros tipos de câncer também. O sistema imunológico é importante para todos. Por isso, ajudar e apoiar pessoas mais debilitadas física e emocionalmente pode fazer uma grande diferença.

Se você quer encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

Casar faz bem à saúde?

Solidão coloca saúde física em risco

Esta postagem também está disponível em: Inglês