câncer de cólon e reto aumentam

Taxas de câncer de cólon e reto aumentam em pessoas com menos de 50 anos

Enquanto a taxa de câncer de cólon e reto caiu em pessoas com mais de 54 anos, a taxa em pessoas mais jovens está aumentando. Desde 1994, em pessoas com menos de 50 anos, a incidência aumentou 51%. Infelizmente, este tipo de câncer não é raro e está entre os que mais levam à morte em qualquer idade.

Triagem para câncer de cólon e reto

Recentemente, a Sociedade Americana do Câncer (ACS) foi o primeiro grande grupo médico a recomendar que a idade para rastreamento de câncer colo-retal diminuísse de 50 para 45 anos. A ideia é encontrar cânceres, ou pólipos pré-cancerígenos, em um estágio anterior e salvar vidas.

O valor do rastreio do cancro

Cânceres de cólon geralmente começam como pólipos na região. Esses pólipos ainda não são cânceres, mas podem evoluir para câncer ao longo do tempo. A ideia da triagem é encontrar esses pólipos pré-cancerígenos e removê-los antes que se tornem cancerosos. Os pólipos podem quase sempre ser removidos sem qualquer incisão externa. Usando um colonoscópio (um longo tubo flexível inserido no reto), os pólipos podem ser identificados e retirados.

Os pesquisadores acreditam que o aumento do uso de procedimentos de colonoscopia é a razão pela qual a taxa desse câncer caiu em pessoas acima dos 54 anos. Com esse procedimento, os pólipos pré-cancerígenos são removidos, de modo que essas pessoas evitam que o problema progrida para câncer.

Pessoas mais jovens

Seguindo as diretrizes aceitas até agora, a maioria dos procedimentos de colonoscopia para procurar pólipos ou cânceres é feita em pessoas com mais de 50 anos. Porém, se a triagem se tornasse mais comum em idades menores, é provável que a taxa desse câncer em pessoas mais jovens diminuiria. Esta é a ideia para as novas recomendações do ACS.

Tipos de rastreios

Vamos discutir em um futuro post mais detalhes sobre o procedimento de colonoscopia, mas este procedimento com o tubo flexível é considerado a melhor maneira possível para detectar cânceres precoces do cólon ou reto.

A colonoscopia é mais complexa do que outras formas de rastrear esse tipo de câncer, mas apresenta um pequeno risco de complicações. Por essa razão, existem outras maneiras menos invasivas de rastrear o câncer de cólon. Esses métodos – como a verificação de uma amostra fecal para sangue oculto – são muito mais fáceis de realizar, mas podem não detectar alguns tipos de câncer que teriam sido detectados pelo exame de colonoscopia mais completo.

Por que os cânceres estão aumentando

Pesquisadores médicos não estão certos porquê esses cânceres aumentaram em pessoas mais jovens. Eles acreditam que as razões mais prováveis ​​incluem uma maior taxa de obesidade, comportamento mais sedentário e aumento da ingestão de alimentos processados. Todas essas coisas aumentam o risco de câncer de cólon e reto.

O que você deve fazer

Certamente, se alguém da sua família teve câncer de cólon ou reto, você deve passar por algum tipo de exame de triagem antes dos 50 anos. Agora, as novas recomendações da ACS estão pedindo exames em todas as pessoas, mesmo sem esse histórico familiar. Se você tem mais de 40 anos, fale com o seu médico para aconselhamento.

Para encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, vá até a Procuramed.com

Leia também na ProcuraMed:

Oito maneiras de manter seu fígado saudável

Café pode reduzir riscos de câncer do cólon

Esta postagem também está disponível em: Inglês