Mais Saúde

Preguiça de se exercitar todos os dias? Então, leia isso.

Algumas pessoas se sentem culpadas se não passarem horas praticando exercícios físicos diários, mas um novo estudo da Universidade do Alabama, em Birmingham (EUA), deve ajudar a reduzir esse mal estar.

Os resultados da pesquisa sugerem que fazer aulas de aeróbica ou musculação quatro vezes por semana é mais saudável do que se exercitar seis vezes semanais.

Os pesquisadores avaliaram um grupo de 72 mulheres sedentárias, com idades entre 60 e 74, e, aleatoriamente, dividiu-as em três grupos segundo o ritmo de exercícios:

1) Sessões de exercícios de duas vezes por semana: uma aeróbica e um treinamento de peso (grupo 1 + 1).

2) Sessões de exercícios de quatro vezes por semana: duas vezes aeróbica e duas vezes treinamento de pesos (2 + 2).

3) Sessões de exercícios de seis vezes por semana: três vezes aeróbica e três vezes treinamento de pesos (3 + 3).

Os exercícios foram supervisionados e se intensificaram gradualmente ao longo das 16 semanas do estudo. Ao fim delas, as mulheres estavam correndo moderadamente ou levantando peso por cerca de 40 minutos em cada sessão.

A composição corporal da mulher, química do sangue, o consumo máximo de oxigênio (teste ergométrico) e metabolismo de repouso foram medidos semanalmente, bem como a sensação de fadiga, depressão e vigor.

Os pesquisadores também se interessaram em verificar se havia uma diferença de quantidade de energia gasta em atividades diárias (exceto nos períodos de exercício). As mulheres com maior gasto energético poderiam, por exemplo, usar mais escadas que elevador e caminhar mais a dirigir.

Ao término das 16 semanas, os três grupos de mulheres perderam gordura e ganharam resistência e força, mas, surpreendentemente, a melhora na forma física foi a mesma nos três grupos. Ou seja, as mulheres que se exercitavam duas vezes por semana receberam os mesmos benefícios físicos que as mulheres que o faziam seis vezes por semana.

No entanto, houve uma diferença nos gastos de calorias diárias. O grupo 2 + 2 se saiu melhor na quantidade de calorias gastas diariamente. Ao final do estudo, elas perdiam cerca de 225 calorias por dia a mais do que no início.

O grupo 1 + 1 também se saiu bem e estava queimando, aproximadamente, 100 calorias diárias a mais depois de 16 semanas de exercícios.

Já o pior resultado foi o do grupo 3 + 3. No final da pesquisa, foram queimadas cerca de 200 calorias a menos do que quando do início!

Parece que praticar exercícios seis vezes por semana foi um exagero e muitas dessas mulheres sentiram-se cansadas e menos propensas a usar a escada e o carro ao invés do elevador e caminhar. O grupo 3 +3 sentiu que o exercício estava tomando muito tempo de sua programação, tornando-se mais preguiçoso.

Em resumo, o melhor desempenho foi o do grupo 2 + 2 e, logo em seguida, o 1+ 1. As mulheres que se exercitaram seis vezes por semana não obtiveram nenhum benefício adicional e ainda se sentiram mais cansadas.

Este é um estudo bastante interessante. Sugere que “menos pode ser mais”. Vale lembrar que a pesquisa foi feita apenas com mulheres acima dos 60 anos de idade. Até que novas investigações sejam realizadas, não saberemos com certeza se esses resultados também valem para homens e população jovem.

Porém, a questão de fundo é: se você se sente bem fazendo atividades físicas seis vezes por semana, continue. Mas, se prefere exercitar-se de duas a quatro vezes na semana, tudo bem também. Relaxe um pouco e ouça o seu corpo.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.

 

 

 

Preguiça de se exercitar todos os dias? Então, leia isso. was last modified: fevereiro 18th, 2013 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês