Mais Saúde

O que é a escoliose adulta?

A escoliose é uma curvatura lateral anormal da coluna vertebral, que em caso de progressão pode conduzir a um aspecto retorcido do corpo. Um ombro pode parecer mais alto de um lado que o outro, os quadris, assimétricos, ou uma perna pode parecer mais longa que a outra. A escoliose pode afetar crianças e adultos. Mas o tipo sobre o qual discutimos hoje é a escoliose adulta, comum a partir da meia idade.

Foi estimado que um terço dos adultos têm escoliose. Mas um estudo, feito em adultos saudáveis e com idade média de 70 anos, mostrou que 68% deles possuíam essa curvatura anormal da coluna e que, portanto, eram portadores da doença.

É dito que uma pessoa tem escoliose se a coluna apresentar, pelo menos, um desvio de 10% em relação à espinha ereta. Nossa coluna vertebral é composta por 33 discos – ossos vertebrais que suportam coração, pulmões, órgãos abdominais e que nos permitem andar eretos. Entre estes ossos vertebrais, há uma camada esponjosa que absorve o impacto (como um amortecedor). Cada camada é um disco, cuja função é proteger os ossos vertebrais e tornar o movimento do corpo possível.

Mas, à medida que envelhecemos, os ossos vertebrais podem ficar mais frágeis (osteoporose) e, por vezes, entrarem em colapso. Os discos amortecedores podem quebrar e podemos sofrer inflamações e artrites nas juntas dos ossos vertebrais. E qualquer um desses fatores pode levar à escoliose.

Se a curvatura se agravar, a pessoa afetada pode olhar encurvada quando vista de frente e torta quando vista de lado. Além desses problemas estéticos, há riscos de desenvolver dor lombar, nos nervos e ligamentos próximos à coluna, que são esticados e pressionados. Também podem surgir dormência e fraqueza muscular nas pernas. Se a escoliose conduz a uma aparência torta , o coração e os pulmões ainda podem ser comprimidos.

Felizmente, a maioria das pessoas com início de escoliose adulta não desenvolvem problemas sérios (além da dor ocasional).

Mas o que fazer para tratar a doença ou impedi-la de progredir?

 

Prevenção da Escoliose

Em primeiro lugar, não fume. O tabagismo pode agravar dramaticamente a escoliose.

Em segundo, evite a obesidade. Você pode imaginar que quanto mais pesada uma pessoa, maior será a carga e o estresse sobre os ossos vertebrais e discos esponjosos entre eles. Assim, tornam-se mais propensos a fraturas e ao mau funcionamento.

Outra medida importante é realizar uma atividade física com sustentação de peso, cujo exercício fortalece os ossos e mantém o núcleo muscular do corpo tonificado.

Os músculos centrais são os superficiais e profundos do abdômen, da pelve e da parte inferior das costas, que, em conjunto, atuam na sustentação da coluna. Se esses músculos estiverem fracos, os ossos e os discos vertebrais estarão sujeitos a mais estresse, e a escoliose e as dores nas costas se tornarão mais prováveis. Núcleo muscular forte mantém a coluna reta e a boa postura.

 

Tratamento da Escoliose

A maioria dos adultos com escoliose não necessita de qualquer tratamento ativo além de analgésicos leves para dor quando necessário. A maioria não vai ficar encurvada ou desenvolver dor incapacitante. Ainda assim, isso tudo é possível.

Se você já tem escoliose, é sábio fazer o que puder para minimizar sua progressão e reverter, se possível, alguns graus da curvatura.

As mesmas medidas que ajudam a prevenir a escoliose são usadas para o seu tratamento: fortalecer os músculos do núcleo, melhorar a flexibilidade e realizar exercícios regulares de sustentação de peso.

É aconselhável consultar um médico, como um ortopedista, ou fisioterapeuta, para ajudar a diagnosticar a doença e orientar o tratamento adequadamente. Os raios X são geralmente necessários para o diagnóstico, e periodicamente devem ser refeitos para verificar se há qualquer progressão. O Pilates pode ajudar nisso.

Grande parte da terapia envolve o fortalecimento muscular específico para neutralizar a curvatura. Para saber quais são os músculos alvos, é preciso consultar um especialista qualificado, que pode prescrever exercícios específicos para o seu caso.

O tratamento cirúrgico raramente é necessário, sendo reservado apenas para os casos mais avançados e que já não respondem a uma gestão mais conservadora.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.

 

 

O que é a escoliose adulta? was last modified: junho 16th, 2016 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês