acima de peso e cancer

Perca a barriga…faça exercício aeróbico

A tão temida gordura abdominal, conhecida também como gordura visceral e gordura do fígado, está localizada no fundo da cavidade abdominal e preenche os espaços entre os órgãos internos. Tal gordura, tão bem representada na figura do cômico Homer Simpson, tem sido associada com o aumento do risco para doenças cardíacas, diabetes e certos tipos de câncer.

Perca a barriga…faça exercício aeróbicoUm novo estudo, publicado no American Journal of Fisiology e coordenado pela  Duke University Medical Center, realizou uma comparação entre o exercício aeróbico, o treinamento de resistência (musculação), e uma combinação dos dois, e o resultado encontrado foi de que o exercício aeróbico seria a forma mais eficiente e mais eficaz para perder a gordura da barriga. O estudo mostrou que o treinamento aeróbico reduziu significativamente a gordura visceral e a gordura no fígado, o grande vilão no caso de doença hepática gordurosa não-alcoólica.

O estudo, de oito meses seguidos, analisou 196 adultos sedentários (idades 18-70), acima do peso, que foram divididos aleatoriamente em três grupos: treinamento aeróbico, treinamento de resistência, e uma combinação dos dois. O grupo dos exercícios aeróbicos realizou o equivalente à 12 quilômetros de corrida por semana, com 80% da freqüência cardíaca máxima. O grupo de resistência realizou três séries de 8-12 repetições, três vezes por semana. Todos os programas foram cuidadosamente supervisionados e monitorados, afim de garantir o máximo esforço na participação.

O resultado obtido foi de que o exercício aeróbico fez um trabalho melhor do que o treinamento de resistência, pois melhorou a resistência à insulina em jejum, reduzindo as enzimas do fígado e os níveis de triglicerídeos em jejum, todos estes, conhecidos fatores de risco para diabetes e doenças cardíacas. O treinamento de resistência não alcançou reduções significativas na quantidade de gordura visceral, gordura no fígado, nos níveis das enzimas hepáticas ou melhorias na resistência à insulina. A combinação de aeróbica com treinamento de resistência obteve resultados semelhantes ao treinamento aeróbio sozinho.

Para Dr. Cris Slentz, fisiologista do exercício, e principal autor do estudo, quando se trata de riscos para com a saúde, o lugar aonde a gordura está depositada no corpo, é mais importante do que a quantidade de gordura que você tem no total. O treinamento de resistência melhora a força e aumenta a massa magra, porém se estiver com sobrepeso, como a metade da populacão brasileira, o que se deseja é perder a gordura da barriga, e o exercício aeróbico é a melhor escolha porque queima mais calorias (67% a mais de acordo com o estudo), diz Slentz.

Neste estudo todos os programas de treinamento eram rigorosos e substanciais, e tudo leva a acreditar, a partir de outro estudo realizado em 2005, que resultados semelhantes poderiam ser alcançados com um programa de exercícios aeróbicos mais moderado. O que realmente conta é a quantidade de exercício que você faz, quantos quilômetros você anda e quantas calorias você queima. Se você optar por trabalhar em menor intensidade aeróbica, ele simplesmente irá demorar mais tempo para queimar a mesma quantidade de gordura nociva.

Fazer uma avaliação check-up médico, procurar orientação de um profissional de educação física, além de uma reeducação alimentar através de uma nutricionista, são ações importantes e necessárias para que melhores resultados sejam obtidos, porém estes só existirão, se você fizer como a figura do Homer, que se mexeu e não ficou parado. Uma caminhada antes ou depois da aula/trabalho com um amigo(a), seja humano ou animal de estimação, já é um ótimo início para colocar a saúde em dia.

Para mais dicas de exercícios físicos: Duke Health.org (traduzido)