andar de bicicleta

Andar de bicicleta afeta a saúde sexual feminina

Andar de bicicleta, além de ser um ótimo meio de locomação, é também um ótimo exercício para o corpo e para a mente, porém é necessário escolher bem o banco, e o modo de sentar, antes de sair pedalando. De acordo com uma nova pesquisa feita pela universidade de Yale, nos EUA, e publicada no Journal of Sexual Medicine, mulheres que utilizam bancos com uma parte fina na parte dianteira podem ter problemas nos vasos sanguíneos e nos nervos da região da região pélvica, podendo provocar a diminuição do prazer sexual.

Andar de bicicleta afeta a saúde sexual

Em 2006, outro estudo da mesma universidade já havia descoberto que as mulheres que praticavam ciclismo tinham menor sensibilidade genital do que mulheres que correm. Nos homens, estudos envolvendo policiais que fazem patrulhamento de bicicleta mostraram que eles tem um aumento o risco de disfunção erétil.

Para o presente estudo, os pesquisadores avaliaram 48 mulheres, sendo que todas elas pedalavam um mínimo de 16 quilômetros por semana, embora a maioria percorresse distâncias maiores. As mulheres levaram suas próprias bicicletas para o laboratório onde, os pesquisadores puseram suas bicicletas sobre máquinas estacionárias, e cada participante posicionou o banco e o guidão de acordo com sua preferência. Enquanto elas pedalavam, relatavam se sentiam alguma dor, torpor ou formigamento como consequência de estarem sentadas sob o assento das bicicletas, e um dispositivo era usado para medir a sensação no soalho pélvico.

Ao longo do trabalho, os pesquisadores perceberam que a posição do guidão é que parece causar os maiores problemas. Mulheres que o posicionam abaixo dos seus assentos experimentam mais pressão na área do períneo, e têm menos sensibilidade no soalho pélvico. Isso acontece porque, quando o guidão está muito baixo, a mulher precisa se inclinar para frente, fazendo com que grande parte do seu peso fique sobre o períneo. O problema é particularmente observado quando a mulher se inclina para a frente, mantendo as costas retas, e põe as mãos sobre a barra da bicicleta, para obter uma posição mais aerodinâmica.

Segundo o cientista Steven M. Schrader, que participou da pesquisa com policiais do sexo masculino encarregados de fazer patrulhamento sobre bicicletas, ainda é preciso estudar mais os problemas enfrentados pelas mulheres ciclistas. Para Schrader, a pesquisa com os policiais mostrou que uma das melhores maneiras de reduzir a pressão sobre a região genital é usar assentos que não sejam mais finos na parte dianteira.

Que tal aproveitar o final de semana para andar de bicicleta? É só seguir as dicas na escolha do banco e no modo de sentar e sair pedalando.

Leia também na ProcuraMed:

* Pedalar rápido aumenta mais a expectativa de vida

Precisa encontrar um(a) Médico(a) Ginecologista? É rápido e simples! É só entrar em nosso site: www.procuramed.com

Foto: google.com

Esta postagem também está disponível em: Inglês