Mais Saúde

Saiba o que nossos leitores pensam sobre velhice e felicidade, e participe de nossa nova enquete

Aqui no Mais Saúde, os leitores têm voz. Hoje, trazemos o resultado da última pesquisa que fizemos sobre felicidade e velhice. E também anunciamos uma nova enquete, sobre o quão confortável você se sente para falar com seu médico sobre assuntos constrangedores.

Alguns estudos compartilhados neste blog mostraram que pessoas que estão na fase dos 60 anos se sentem mais felizes e menos cansadas que pessoas de 20 anos. Um dos princípios que temos aqui no Mais Saúde é o cuidado com a saúde física e psicológica: acreditamos que pessoas que cuidam bem do corpo e da mente se tornam mais felizes, inclusive à medida que envelhecem. Alguns de nossos leitores também opinaram sobre o assunto.

Nossa enquete mostrou que 58% de nossos leitores acreditam que pessoas mais velhas são mais felizes que as mais jovens. Entretanto, 22% responderam o contrário — que pessoas mais velhas são mais cansadas e menos felizes, enquanto 20% disseram não ter certeza sobre os resultados do estudo.

Aproveitamos a participação para lançar outra enquete com base em dois estudos que falam sobre consumo de álcool.

Pesquisa realizada na Europa e publicada em janeiro pela revista Neurology mostrou a relação entre álcool e envelhecimento mental. De acordo com os resultados, homens que bebem diariamente 2,5 bebidas alcoólicas ou mais têm envelhecimento mental mais acelerado que os que são usuários leves ou moderados de álcool.

Outro estudo, feito no Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, mostrou que poucos pacientes falam com seus médicos sobre a quantidade de bebida alcoólica que ingerem. Foram pesquisados os chamados “binge” — mulheres que bebem 4 ou mais drinques em um único evento (como festa ou saída com amigos) e homens que consomem 5 ou mais bebidas alcoólicas em um evento.

De todos os pesquisados, 75% disseram que nunca falaram com seus médicos sobre consumo de álcool. Entre os “binge” com 10 ou mais eventos no mesmo mês, apenas um terço afirmou já ter conversado com o médico sobre o assunto.

Com base nessas pesquisas, queremos saber a sua opinião:

Você se sente confortável para falar com seu médico sobre assuntos constrangedores, como o uso excessivo de álcool?

1) Sim, sinto-me confortável para falar com meu médico sobre isso.

2) Não, não me sinto confortável.

3) Não falo com meu médico sobre assuntos contrangedores porque acho que ele não tem tempo de falar sobre eles comigo.

Participe, dê sua opinião. Em breve, anunciaremos o resultado.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.

Veja também na ProcuraMed:

Pesquisa mostra que idosos podem ter mais disposição e ser mais felizes do que jovens

 

 

Saiba o que nossos leitores pensam sobre velhice e felicidade, e participe de nossa nova enquete was last modified: janeiro 17th, 2014 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês