Ilha Ikaria

Lições de longevidade da ilha de Ikaria

Na última década, a National Geographic Society apoiou pesquisas que investigaram comunidades de maior longevidade no mundo e, depois, tentaram descobrir os seus segredos. Por que têm vidas mais longas e saudáveis?

Ilha Ikaria

Uma dessas chamadas “Zonas Azuis” é a pequena ilha de Ikaria (de 256 quilômetros quadrados), no Mar Egeu, entre a Grécia e a Turquia, e lar de 10 mil gregos. Os Ikarians alcançam a idade de 90 anos, muitas vezes ainda saudáveis, a uma taxa 2,5 vezes maior do que os americanos. Relacionados à idade, cânceres e doenças do coração tendem a se desenvolver uma década mais tarde do que nas culturas ocidentais. Os Ikarians idosos raramente se queixam de solidão ou depressão e apenas um quarto sofre de demência tão frequentemente quanto os idosos dos Estados Unidos (apesar de viverem mais tempo).

O livro, As Zonas Azuis, segunda edição: 9 lições para viver mais por pessoas que viveram mais tempo”, será publicado pela National Geographic em 6 de novembro deste ano. O escritor científico Dan Buettner concentrou-se em Ikaria, juntamente com algumas outras regiões semelhantes da Costa Rica e Okinawa (Japão). Um relatório de suas principais descobertas apareceu no New York Times Magazine em 24 de outubro de 2012.

Você pode comprar o livro ou ler o artigo para obter mais detalhes, mas aqui estão algumas das sugestões que Buettner coletou junto aos Ikarians:

1) Eles acordam tarde e a maioria tira cochilos no final do dia.

Um artigo de 2008, da Universidade de Medicina de Atenas e da Faculdade de Saúde Pública de Harvard, revelou um estudo com mais de 23 mil adultos gregos, cuja descoberta foi a de que o cochilo ocasional diminuiu o risco de doenças cardiovasculares em 12% e que sesta (soneca durante o dia), feita, pelo menos, três vezes por semana, reduziu o risco das enfermidades em 37%.

2) Há um forte sentimento de comunidade.

“Para os muitos feriados religiosos e culturais, as pessoas juntam seu dinheiro para comprar comida e vinho. Se há sobra de dinheiro, é dado aos pobres. Não é o “meu” lugar. É o “nosso” lugar.”

3) Fazem muito de sexo.

Até 80% dos homens, entre 65 e 100 anos de idade, relatam fazer sexo regularmente.

4) Eles comem apenas ¼ da quantidade de açúcar refinado consumido nos EUA.

Mas, considere o mel local um medicamento para muitos males e, para muitos Ikarians, o café da manhã consiste em iogurte de leite de cabra e mel.

5) Mesmo aposentados de um trabalho regular, eles se mantêm ocupados na velhice.

Como caminha-se muito, “é muito difícil passar o dia em Ikaria sem andar até 20 montanhas”, eles têm um propósito em suas vidas, não importando o quanto são idosos. Se gerenciam uma mesa de poker, no período da tarde, ou cuidam de um jardim ou de um pequeno hotel para turistas, não passam muito tempo sem fazer nada. Ao invés ficarem ociosos, os idosos, em Ikaria, são valorizados e continuam a contribuir, independentemente de sua idade.

6) Comem peixe pelo menos duas vezes por semana.

E pouca carne vermelho. Eles preferem leite de cabra, que é de mais fácil digestão.

7) Consomem muito óleo de oliva.

Particularmente, não aquecido. O azeite de oliva ajuda a diminuir o nível de colesterol “ruim” e aumenta o bom.

8) Vinho tinto diariamente.

Muitos tomam de 2 a 4 copos por dia, mas, lembre-se: eles não passam horas, bebendo sentados, mas de forma intermitente, ao longo do dia, em pequenas quantidades, entre exercícios físicos e alimentação saudável.

9) A maioria bebe 2 a 3 xícaras de café por dia.

10) Eles comem legumes frescos de suas hortas diariamente.

Além deles, ingerem grande quantidade de leguminosas (feijão) ricas em antioxidantes. Eles preparam chás frescos a partir de uma variedade de ervas, como hortelã e alecrim.

Finalmente, considere e uma das conclusões de Buettner: “Para as pessoas adotarem um estilo de vida saudável, me convenci que é preciso viver em um ecossistema que torne isso possível. Nesse contexto a cultura, os pertences, o propósito da vida ou a religião, são bases para longevidade e se removidas, entramos em colapso”.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.

Esta postagem também está disponível em: Inglês