Mais Saúde

Crianças com cachorros em casa adoecem menos

Recentemente foi apresentado no Mais Saúde um estudo desenvolvido na Finlândia. Este estudo mostrava que os adolescentes que passam mais tempo fora de casa, e que tem mais contato com a natureza, sofrem menos com problemas de alergias do que aqueles que vivem exclusivamente nos ambientes urbanos.

Um estudo mais recente desenvolvido também na Finlândia, publicado esta semana, sugere que as crianças que crescem em lares com cães, em geral, tendem a contrair menos tipos de doenças e necessitam de antibióticos com menos freqüência.

O estudo acompanhou 397 crianças nascidas em zonas suburbanas ou rurais na Finlândia entre Setembro de 2002 e Maio de 2005. Durante os seus primeiros anos de vida, os pais das crianças tiveram que preencher questionários semanais sobre o histórico de saúde destas crianças. Se eles estivessem doentes, os pais tinham que especificar quais os tipos de doenças os filhos contraíram e se eles necessitaram passar por tratamentos com antibióticos.

Neste estudo, os pesquisadores também perguntavam se haviam cães e/ou gatos em suas residências, se houvesse, era necessário especificar o tempo gasto com os animais fora de casa diariamente. Para controlar outros fatores na pesquisa, eles também perguntaram sobre o fumo na gravidez, número de filhos, se as crianças foram amamentadas, dentre outros questionamentos.

A pesquisa mostrou que as crianças que possuem cachorros em casa eram saudáveis 73% do tempo, e aquelas sem cães em casa eram saudáveis 65% das semanas. Crianças com cachorros em casa apresentaram 44% menos infecção auditiva, e diminuíram o uso freqüente de antibióticos em 29%. Os pesquisadores também investigaram o contato de crianças com gatos, que também pareceu ser eficaz em contribuir para que elas sejam mais saudáveis, entretanto, o efeito de proteção a doenças não foi tão intenso quanto aquele causado pela exposição a cães.

Mas como o contato com cães pode auxiliar no combate as doenças infantis? A resposta a essa pergunta ainda não se sabe ao certo, mas a melhor teoria seria que as crianças com cães em casa estão expostas a uma maior variedade de bactérias – na pele e pêlo dos cães – as quais estimulam o sistema imunológico da criança a funcionar melhor e a combater infecções.

Este estudo é interessante, mas não significa que você deva sair e adquirir um cão para manter seus filhos mais saudáveis. È importante mencionar, por exemplo, que o ambiente bacteriológico na Finlândia é provavelmente muito diferente daqueles tipicamente urbanos, e algumas crianças com predisposição genética a desenvolver alergias a cães e gatos, poderão apresentar mais problemas com animais de estimação em casa.

Mais estudos serão necessários para investigar estes fatores a fundo, mas por hora, você poderá discutir essas questões com o seu pediatra e/ou alergista. Caso você necessite encontrar um(a) médico(a), você pode utilizar o nosso site: www.procuramed.com. É rápido, fácil e gratuíto!

Crianças com cachorros em casa adoecem menos was last modified: junho 17th, 2016 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês