Mais Saúde

Como dormir melhor

Em 2002, a National Sleep Foundation (Fundação Nacional do Sono) (Washington, D.C.) divulgou os resultados de sua sondagem “Dormir na América”, feita com 1.010 adultos, selecionados aleatoriamente. Eles pediram a cada um que respondesse quantas horas dormiam, quantas vezes tiveram problemas de sono, se tomaram medicamentos para ajudá-los a dormir, e assim por diante.

Os resultados mostraram que 63% das mulheres e 54% dos homens relataram problemas para dormir ou em manter o sono. Também relataram sentirem-se sonolentos na parte da manhã e em algumas noites da semana.

Estas são queixas comuns, então, o que podemos fazer para ajudar?

O Dr. Orfeu Marcello Buxton, um neurocientista e pesquisador do sono da Faculdade de Medicina de Harvard, respondeu, recentemente, a uma série de perguntas sobre os problemas de sono. Aqui, estão alguns dos destaques.

Quanto de sono é normal?

O conselho tradicional tem sido o dormir oito horas por noite, mas, na verdade, há uma ampla faixa a ser considerada como “normal” ou de duração necessária do sono. Para a maioria dos adultos, o ideal é dormir de sete a nove horas por noite, porém, alguns descansam bem com menos horas e outros precisam de mais de nove horas de sono para sentirem-se fisiologicamente descansados. Não use um número arbitrário. Ouça o seu corpo.

Como saber de quanto sono você precisa?

 Você pode tentar este experimento simples. Em primeiro lugar, por algumas semanas (no início das férias, por exemplo), permita-se dormir o quanto quiser. Assim, irá corrigir qualquer déficit de sono existente. Em seguida, tente ir para a cama a mesma hora todas as noites e defina o alarme para acordar em um determinado momento (estime a quantidade de sono que você precisa), e observe como se sente. Você consegue manter o cronograma de “X” horas de sono por noite, despertar sem o uso do alarme e acordar revigorado? Ajuste para cima ou para baixo seu tempo de sono até encontrar o tempo ideal.

Quanto tempo demora para corrigir um problema de sono?

Depende da causa da insônia – que pode estar ligada a uma combinação de problemas físicos, psicológicos e situacionais (fatos que estão acontecendo em sua vida no momento). Muitos problemas do sono são “agudos”, ou seja, duram algumas semanas. Mas problemas de sono mais significativos, como a insônia crônica, duram mais de um mês e, para resolver este problema, você deve ver um médico para determinar se há alguma base física para a dificuldade de dormir, como uma questão hormonal, efeito colateral de medicamentos ou refluxo ácido noturno não reconhecido.

Mesmo que não haja nenhum problema físico subjacente para a causa de insônia, curá-la leva algum tempo. É como ir ao ginásio quando você está fora de forma… leva tempo para adquirir boas condições. Portanto, não desanime.

Aqui, você pode ler “Doze passos simples para melhorar o seu sono”, da Divisão de Medicina do Sono da Faculdade de Medicina de Harvard. 

Qual é o fator mais importante para uma boa noite de sono?

 Você precisa fazer do sono adequado uma grande prioridade em sua vida. Além da televisão, hoje, a maioria de nós possui todos os tipos de dispositivos digitais e redes sociais, que ocupam nosso tempo. Essas distrações reduzem o tempo de sono para muitos de nós, mas é importante reconhecer que, quando temos um bom sono, todos os aspectos de nossa vida fluem mais suavemente. Relacionamentos, trabalho, saúde física, capacidades de exercitar-se e suas verdadeiras paixões serão melhor expressos se você não estiver privado de sono.

Em nosso próximo post, vamos continuar com as dicas de entrevista do Dr. Buxton, incluindo sonecas, sono segmentado e álcool.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.

Veja também na ProcuraMed:

Como dormir melhor (parte 2)

Uma boa noite de sono pode te ajudar a perder peso

Os efeitos colaterais da pílula para dormir

 

Como dormir melhor was last modified: novembro 8th, 2013 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês