tympanum

A verdade sobre a cera do ouvido

Em 16 de outubro, o blog blog de saúde do Wall Street Journal (EUA) publicou um vídeo intitulado: “Tem cera nos ouvidos? Deixe-a como está”. A maioria das pessoas, provavelmente, considera o cerúmem um incômodo e como algo ruim que precisa ser removido. Mas, na verdade, possuir uma certa quantidade de cera é bom para a saúde dos nossos ouvidos. Grande parte das pessoas não precisa se preocupar com a remoção dela, pois é uma das funções do canal auditivo, de forma que ela sai por si mesma.

tympanum

A cera é útil para a saúde do nosso ouvido, uma vez que fornece um revestimento natural à pele do canal auditivo. Ela protege a pele do ressecamento e das rachaduras, que nos tornam suscetíveis a infecções do ouvido externo (otite externa). Pense nisso como um hidratante natural do seu corpo para a pele do canal. O cerúmen é um revestimento seboso que fisga bactérias e fungos e, inclusive, insetos pequenos, impedindo-os de penetrar profundamente no ouvido e causar problemas.

Geralmente, as pessoas pertencem a uma das duas categorias, segundo o tipo de cera produzida: o tipo cerúmen molhado (mais comum) e o tipo seco. Cada tipo é determinado por seus genes e sua ascendência. Em qualquer situação, a cera é formada a partir da secreção da camada superior do tímpano e, ao longo de várias semanas, estas células da pele acumulam-se e juntam-se às secreções das glândulas do canal. Depois, em um movimento tipo “saca-rolhas”, as células mortas da pele e a cera migram para fora do canal lenta e regularmente – espero que nem você mesmo tenha notado (ou qualquer outra pessoa!).

Aqui, talvez, esteja a informação mais chocante sobre a cera: a maioria das pessoas não deveria fazer nada para manter o canal do ouvido limpo, e o uso cotonetes, geralmente, faz mais mal do que bem! Sim, se você colocar o cotonete dentro do canal auditivo, poderá retirar um pouco da cera, mas, também, estará empurrando, às cegas, o cerúmen mais profundamente para dentro do canal. Esta prática neutraliza a migração normal de dentro para fora da cera do ouvido, tornando-o mais propenso a infecções e impactos da cera.

Se quiser fazer algo para ajudar na limpeza da cera acumulada, o melhor a se tentar é pingar algumas gotas de amolecedor de cera em sua farmácia de preferência e/ou irrigar, suavemente, o canal externo da orelha, várias vezes, durante o banho. Note-se que, se irrigar seu ouvido, a temperatura da água deve estar próxima a do corpo. Água muito quente ou fria demais fará com que fique zonzo (uma temperatura anormal estimula o ouvido interno de uma maneira que o cérebro interpreta como tontura).

Agora, se você acredita que a cera acumulou e que teve perda auditiva, ou de pressão, dor ou secreção, é melhor consultar um médico, de preferência, se puder, um otorrinolaringologista, que tem treinamento e equipamento para remover a cera corretamente e com segurança. Se não quiser um especialista, deve perguntar ao profissional se ele tem experiência em remoção de cera e não deve permitir que o pessoal subtreinado da equipe médica trabalhe em seu ouvido. O canal auditivo é um espaço estreito para o trabalho e não é incomum que uma pessoa inexperiente piore a situação, até mesmo, cause uma perfuração do tímpano.

Assim, o melhor conselho para a maioria da população em relação à cera é: não fazer nada! Deixe o corpo fazer o seu trabalho naturalmente.

Se você precisar encontrar um otorrinolaringologista ou outro tipo de especialista em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.

Esta postagem também está disponível em: Inglês