Mais Saúde

Trabalhar à noite pode aumentar risco de câncer de mama

O câncer da mama é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo, tanto em países em desenvolvimento quanto em países desenvolvidos. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), estão previstos mais de 52 mil novos casos no Brasil neste ano.

Um possível fator de risco que pode estar contribuindo com esse número é trabalhar no período noturno, como aponta um novo estudo publicado no periódico International Journal of Cancer.

Para chegar a essa conclusão, uma equipe do Centre for Research in Epidemiology and Population Health, na França, acompanhou três mil mulheres durante três anos. Das participantes, 11% trabalhavam ou já haviam trabalhado de noite. Os pesquisadores observaram, então, o impacto da vida profissional das voluntárias sobre a sua saúde.

Os resultados mostraram que a chance de desenvolver câncer de mama foi 30% maior entre as mulheres que trabalhavam ou haviam trabalhado no período noturno do que aquelas que nunca haviam trabalhado à noite. O risco se mostrou ainda maior entre as participantes que trabalhavam em turnos variados, sendo de um a três dias no período noturno.

Uma outra descoberta foi o aumento do risco entre as mulheres que haviam trabalhado de noite antes da primeira gravidez, explicado pelo fato de que as células mamárias podem ser mais vulneráveis antes da primeira gestação.

Para os autores do estudo, uma possível explicação seria o fato de o trabalho no período noturno atrapalhar o ritmo circadiano, ou seja, período no qual se baseia o ciclo biológico do ser humano. Ele regula funções desde a digestão até o estado de vigília e é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Suspeita-se, assim, que a alteração desse ritmo leve à disfunções que poderiam gerar um câncer.

A idade continua sendo o principal fator de risco para o câncer de mama. As taxas de incidência aumentam rapidamente até os 50 anos e, posteriormente, esse aumento ocorre de forma mais lenta.

Contudo, outros fatores de risco já estão bem estabelecidos, como, por exemplo, aqueles relacionados à vida reprodutiva da mulher (menarca precoce, nuliparidade, idade da primeira gestação a termo acima dos 30 anos, anticoncepcionais orais, menopausa tardia e terapia de reposição hormonal), história familiar de câncer da mama e alta densidade do tecido mamário (razão entre o tecido glandular e o tecido adiposo da mama).

Caso você necessite encontrar um(a) médico(a), você pode utilizar o nosso site: www.procuramed.com. É rápido, fácil e sem custo!

Leia também na ProcuraMed

Perda de peso reduz risco de câncer de mama

Foto: Google

Trabalhar à noite pode aumentar risco de câncer de mama was last modified: junho 17th, 2016 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês