musica e exerçicios físicos

Ouvir música melhora desempenho físico

O Blog Mais Saude, da Procuramed, objetiva a produção/difusão de conhecimentos saudáveis (notícias, artigos e vídeos), com o intuito de promover uma significativa melhoraria na qualidade de vida da comunidade brasileira e mundial. Como não poderia ser diferente, trazemos  mais alguns estudos científicos que apresentam alguns dos benefícios, que a prática regular de exercícios físicos, pode propocionar para você.

Ouvir música melhora desempenho físico

Para aqueles que estão um pouco desanimados em começar a praticar, um ótimo início é selecionar suas músicas preferidas. Um novo estudo britânico, mostrou que ouvir música durante o exercício, pode melhorar o seu desempenho físico em até 15%. Veja agora este e outros estudos.

No estudo da música, o grupo de caminhantes que estavam escutando música, utilizou 15% a mais de energia e estavam menos ansiosos para sair da esteira, do que o grupo de caminhantes que não estava ouvindo música. De acordo com os psicólogos do esporte, ouvir música pode ser uma estratégia de dissociação eficaz, reduzindo a percepção de esforço e fadiga em até 12%.  Sendo assim, os pesquisadores consideram a dança como o melhor exercício aeróbico.

* Apenas 15 minutos de exercícios todos os dias, diminui em 14% o risco de morte

O estudo realizado pela Taiwan University, abrangeu todas as causas de morte, traduzindo em um aumento de três anos na expectativa de vida, a partir da faixa dos 30 anos. Quando se trata de câncer, aqueles que fazem 15 minutos por dia são 10% menos propensos de morrer dele, do que aqueles que não exercitam-se todos os dias. A cada 15 minutos adicionais de exercício diário, o risco de mortalidade por todas as causas, reduziu outros 4%, enquanto que o risco de mortalidade por câncer outro 1 % .

* Exercício aeróbio regular, alivia em até 47% os sintomas da depressão

O estudo, liderado pelo Cooper Institute-Colorado EUA, mostrou que um grupo de pessoas deprimidas que realizou exercícios aeróbicos de intensidade moderada pelo menos três vezes por semana experimentou um declínio nos sintomas depressivos em uma média de 47% após 12 semanas. Para o outro grupo de pessoas deprimidas, porém  com um treinamento de baixa intensidade aeróbica, pelo menos três vezes por semana, seus sintomas melhoraram em 30. Com o exercício regular, as pessoas se tornam muito mais emocionalmente regulamentadas e suas capacidades cognitivas são muito melhores.


* Musculação aumenta em 2 vezes, a probabilidade em parar de fumar

No estudo, da Brown University, comparou-se dois grupos, um de fumantes que estavam envolvidos em duas horas de musculação por semana, e outro grupo que não fazia exercício, mas assistiam em seu lugar vídeos relacionados com a saúde. Após 12 semanas, 16% do grupo que levantava peso tinha parado de fumar, além de também terem perdido peso. Do grupo que não fazia exercício, apenas 8% tinha parado de fumar, e todos os 8% tinham ganhado peso. Para o autor do estudo o treinamento de resistência é fundamental para quem está tentando parar de fumar.

* Homens que se exercitam vigorosamente tem apenas um terço de chance de ter disfunção erétil

De acordo com o estudo, os homens cuja rotina de treino são equivalentem a correr pelo menos três horas por semana ou a jogar tênis pelo menos cinco horas por semana, têm um risco 30% mais baixo de possuir disfunção erétil, se comparado com os homens que se exercitam muito pouco ou nada.

Para encontrar um médico visite o site: www.procuramed.com

Foto: google.com