Mais Saúde

Mentir menos faz bem para a saúde

Talvez você acredite que mentir menos é uma boa política de convivência, em geral, mas provavelmente nunca pensou na relação entre a mentira e a sua saúde física. Um novo estudo, apresentado na reunião anual da American Psychological Association, em Orlando, em 4 de agosto, sugere um vínculo surpreendente.

Os pesquisadores, liderados pelo Dr. Lisa Kelly, professor de Psicologia na Universidade de Notre Dame (Indiana, EUA), estudaram um grupo de 110 homens e mulheres, entre 18 e 71 anos, durante um período de dez semanas. Metade das pessoas recebeu a seguinte instrução: “Abster-se de mentir, por qualquer razão, a qualquer pessoa. Você pode omitir verdades, se recusar a responder perguntas e guardar segredos, mas não pode dizer nada em falso”.

À outra metade do grupo não foi dada qualquer instrução sobre a mentira, sendo este considerado o grupo de “controle”. A cada semana, durante as dez em que os estudos foram realizados, todos os participantes passaram por testes com detector de mentiras para avaliar quantas mentiras haviam contado na semana anterior e se eram mais leves ou mais graves.

O grupo de “controle”, em média, contava um total de 11 mentiras graves ou leves. Já o grupo orientado a “não mentir” grupo contava, em média, apenas uma mentira por semana.

Durante toda a semana, os pacientes foram questionados sobre sua saúde, se tinham experimentado algum sintoma de qualquer doença durante a semana anterior, como dor de garganta, dor de cabeça, nervosismo excessivo, e assim por diante.

Os pesquisadores descobriram que os membros do grupo “não mentir” tiveram significativamente menos sintomas de doenças. As pessoas que continuaram sua prática habitual de dizer pequenas mentiras reclamaram cerca de três a quatro sintomas a mais por semana que aquelas que tentavam ser mais verdadeira.

Professora de Comportamento Organizacional, na Loyola University (Chicago, EUA), Linda Stroh observa que “quando vocês não mentem, têm menos estresse. Muito conflito acrescenta uma enorme quantidade de estresse em sua vida.”. E o Dr. Bryan Bruno, diretor da Psiquiatria do Lennox Hill Hospital (Nova Iorque) diz: “Eu acho que mentir pode causar muito estresse para as pessoas, contribuindo para a ansiedade e até depressão. Mentir menos não só é bom para os seus relacionamentos, mas para si mesmo como indivíduo. As pessoas provavelmente não reconhecem a extensão das tensões internas que a mentira pode causar.”.

Na pesquisa realizada pela Notre Dame, os participantes do grupo “não mentir” disse que descobriu que podia dizer apenas a verdade quando se atrasavam ou não concluíam uma tarefa. Ou simplesmente evitaram a pergunta ou responderam com outra pergunta de volta para não ter de dizer nada falso. Seja como for, eles encontraram maneiras de evitar as pequenas mentiras tão comuns entre a maioria das pessoas.

Sobre a conclusão do estudo, o Dr. Kelly afirma: “O objetivo não tem de ser a ausência absoluta de mentiras. A finalidade é reduzir as mentiras que as pessoas contam, comprometendo-se a mentir menos.”.

Quanto menor o estresse interno, melhor será a sua saúde. Faça um teste por uma semana e veja o que acontece!

Caso você necessite encontrar um médico, pode fazê-lo em nosso site: www.procuramed.com.

 

 

Mentir menos faz bem para a saúde was last modified: agosto 13th, 2012 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês