longevidade Dr. Hirohara

As dicas de longevidade do médico que viveu 105 anos

No dia 18 de julho, morreu aos 105 anos o principal especialista em medicina japonesa e longevidade, o Dr. Shigeaki Hinohara. Durante muitos anos, ele concentrou seus estudos em meios que pudessem não apenas melhorar a qualidade de se viver, mas aumentar o tempo de vida das pessoas. Hoje veremos alguns deles.

O Dr. Hinohara nasceu em 1911, quando a expectativa de vida no Japão era de 40 anos. Ao longo da vida profissional, ele tratou vítimas da Segunda Guerra Mundial, foi sequestrado pelo Exército Vermelho e ajudou a salvar vidas de 640 vítimas do ataque terrorista ao metrô de Tóquio, em 1995. Fora dos consultórios, escreveu um musical infantil, aos 88 anos, começou a jogar golfe aos 100 e, aos 101, lançou um livro.

Dicas de longevidade do Dr. Hinohara

Tratar o paciente como um todo, não apenas a doença, era uma das visões da medicina do Dr. Hinohara. Ele também recomendava que as pessoas evitassem a obesidade, carregassem suas próprias malas, sempre preferissem as escadas ao elevador, que tivessem grandes visões e fossem aventureiras. Também defendia o hábito de ouvir música e a companhia de animais. E, se a pessoa quisesse se aposentar, que o fizesse, se possível, depois dos 65 anos.

Além disso, recomendava minimizar o consumo de carne vermelha e aumentar o de peixes, vegetais e azeite. Também foi um dos grandes defensores da necessidade de realizar exames de check-up anualmente. E uma das suas regras mais importantes: divirta-se!

Divirta-se, independentemente da idade

“Todos nos lembramos, quando crianças, do quando nos divertimos e muitas vezes esquecemos de comer ou dormir. Eu acredito que podemos manter essa atitude como adultos – é melhor não cansar o corpo com muitas regras, como o almoço e a hora de dormir”, defendia. Os conhecimentos do Dr. Hinohara foram reconhecidos pelo secretário-chefe do gabinete do Japão, que afirmou que o médico foi “uma das pessoas que construiu as bases da medicina japonesa”.

Atualmente, o Japão tem a maior expectativa de vida no mundo: 80 anos para homens e 87 para mulheres. Mesmo assim, você pode pensar que o Dr. Hinohara é um caso raro de uma pessoa bastante velha que teve uma vida ativa mesmo na terceira idade. Mas ele não é tão exceção, segundo estudo realizado na Alemanha.

Os últimos anos de pessoas com mais de 100

Pesquisadores alemães estudaram os registros de saúde de 1.398 pessoas e compararam o número de condições de saúde crônicas que essas pessoas apresentaram nos últimos 3 meses de vida. As condições incluíram problemas como pressão arterial alta, insuficiência renal, problemas no ritmo cardíaco e similares.

O estudo mostrou que as pessoas que viveram 100 anos ou mais tiveram uma média de 3,3 dessas condições antes da morte. As pessoas que morreram na casa dos 80 anos apresentaram média de 4,6 condições. Ou seja, se você conseguir as dicas de saúde do Dr. Hinohara e chegar até os 100 anos, provavelmente não será tão ruim assim.

Se você quer encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

Exercício reduz risco de 13 tipos de câncer

Lições de longevidade da ilha de Ikaria

Esta postagem também está disponível em: Inglês

Tags :