escrita para saude

A escrita e o poder da cura – Parte 2

escrita para saude

Pessoas felizes em seus relacionamentos costumam ser mais felizes na vida, de forma geral, e desfrutam de melhor saúde física. Em nosso último post, falamos sobre como escrever sobre relacionamento e sobre resolução de problemas leva casais a terem relacionamentos mais felizes.

Os resultados positivos da escrita foram estudados cientificamente também em outros campos. Pesquisas indicam que escrever auxilia no funcionamento da memória e serve como um reforço contra depressão, ansiedade, problemas de sono e até alguns sintomas de câncer.

Escrever sobre sentimentos é algo muito pessoal e há quem não se sinta confortável em compartilhar. Mesmo se você for rasgar o papel e jogar fora depois, é um bom exercício escrever sobre o que você sente e o que é importante em sua vida. Não se preocupe com gramática ou ortografia. Concentre-se em colocar no papel eventos traumáticos, seus sentimentos e suas emoções.

Você pode pensar que apenas conversar com um amigo é suficiente. Então, experimente escrever, ao menos uma vez. Escrever “somente para seus olhos” pode permitir que você seja mais aberto e livre. Além disso, a escrita à mão parece forçar o cérebro a fazer mudanças positivas, o que nos permite resolver melhor memórias dolorosas.

Alguns outros exemplos de como a escrita pode ajudar:

 Melhorar a memória

Pensamentos e preocupações recorrentes ocupam espaço, gastam energia da mente e memória. Se você soltar alguns desses pensamentos perturbadores, você vai liberar mais de sua capacidade de memória para se dedicar a pensamentos novos e mais saudáveis. Em um estudo com calouros da faculdade, pesquisadores pediram que eles escrevessem sobre algum assunto trivial ou sobre algumas experiências pessoais negativas. Os resultados mostraram que os alunos que escreveram sobre experiências negativas melhoraram a capacidade de memória.

Melhorar a qualidade do sono

Em outro estudo, alunas universitárias escreveram, antes de dormir, sobre coisas que as incomodaram ou sobre outras coisas pelas quais eram gratas. Escrever sobre os dois assuntos ajudou a fazer com que elas dormissem melhor. Há também estudos que mostram que, quando se faz uma lista de coisas pelas quais se é grato, logo antes de dormir, pega-se no sono mais rapidamente, dorme-se mais e melhor.

Diminuição da ansiedade e da depressão

Para quem não tem acesso ou condições financeiras para fazer uma visita semanal ao psicólogo, a escrita pode ser uma grande ajuda. Estudo publicado em 2013 no Journal of Affective Disorders analisou a influência da escrita em pessoas com depressão. Os voluntários escreveram por 20 minutos, durante quatro dias, sobre pensamentos profundos e sentimentos relacionados a algum evento emocional pessoal. Os benefícios da escrita contra a depressão permaneceram por até quatro semanas depois do fim do experimento.

Como usar a escrita expressiva a seu favor?

Não há uma regra. O importante é escrever sobre seus sentimentos. Nossa dica é que você escreva por 20 minutos por dia, durante quatro dias consecutivos. Você pode escolher os temas, apenas lembre-se de que eles sejam pessoais e importantes para você. Não se preocupe com a qualidade do seu texto, apenas escreva continuamente.

Você pode guardar para ler mais tarde ou rasgar o papel logo que terminar. A escrita é apenas para seus próprios olhos. É possível que você se sinta triste no primeiro momento. Se os pensamentos dolorosos se tornarem intensos demais, você pode parar. Depois de alguns dias, você vai se sentir mais leve e capaz de ligar melhor com sua vida.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

E se você puder chegar aos 100 anos?

Qual a importância do sono para seu organismo?

Esta postagem também está disponível em: Inglês