• multivitamina

    Multivitaminas com minerais podem beneficiar mulheres com câncer de mama

    Resultados de estudos sobre os benefícios das multivitaminas na sobrevivência ao câncer têm sido contraditórios. Mas uma grande pesquisa, publicada recentemente no Breast Cancer Research and Treatment, concluiu que as mulheres que sempre tomaram multivitaminas com suplementos minerais apresentaram chance 30% maior de sobrevivência do que as mulheres que nãos as tomavam.

  • breast cancer

    Mais cinco medidas para reduzir o risco de câncer de mama

    Os cinco fatores adicionais que podem reduzir o risco de câncer de mama são: exercício físico diário (mesmo a caminhada), não fumar (e evitar o fumo passivo), limitar a terapia de reposição hormonal, evitar o consumo excessivo de carnes bem passadas e ter filhos antes dos 35 anos.

  • outobro rosa

    Outubro Rosa: 5 dicas para evitar o câncer de mama

    Em todo o mundo, outubro é o mês da consciência do câncer de mama. Por isso, listamos hoje cinco medidas que as…

  • breastfeed

    Bebês amamentados têm QI mais alto

    Uma pesquisa recente mostrou que as crianças amamentadas são significativamente mais inteligentes em testes de QI aos 3 e 7 anos de idade. Alguns dos muitos outros benefícios para a saúde do bebê e da mãe são listados nesse artigo.

  • vitamina D

    A importância da vitamina D durante a gravidez

    A vitamina D está se tornando cada vez mais conhecida pelos médicos devido à sua importância na prevenção de vários tipos de doenças, como o câncer colorretal. Mas, a deficiência dessa substância no organismo é comum. Hoje, discutimos a especial relevância da vitamina D em mulheres grávidas e naquelas que estão tentando engravidar.

  • jolie cancer mama

    Como a atividade física pode diminuir o risco de câncer de mama

    Mulheres que se exercitam regularmente (seja nas tarefas da casa ou nas caminhadas) podem reduzir o risco de desenvolver câncer de mama em até 30%. Pesquisas recentes sugerem que a razão é a melhora da relação entre o “bom” estrogênio e o estrogênio insalubre presentes no organismo feminino.

  • omega 3

    Mulheres grávidas que tomam ômega-3 têm bebês mais saudáveis

    Mulheres grávidas, que tomaram suplementos de DHA (um componente dos ácidos graxos ômega-3), a partir da última metade da gestação, deram a luz a bebês mais saudáveis e tiveram menor incidência de partos prematuros. Fontes de DHA são discutidas.

  • sexual coercion

    Conscientização sobre a coerção sexual e reprodutiva

    Mulheres em idade fértil, coagidas a engravidar contra a sua vontade, devem ser rastreadas por obstetras e ginecologistas. Os médicos podem recomendar medidas para amenizar essa situação.