Mais Saúde

Uso da estatina para redução de doenças cardíacas

Estatinas são uma classe relativamente nova de medicamentos e estão sendo cada vez mais usadas para baixar os níveis de colesterol na tentativa de reduzir os riscos de doença cardíaca. Pesquisa global recente sugere que o medicamento pode ser útil também para pessoas a quem a estatina não costuma ser recomendada: adultos com fatores de risco leves para doenças cardíacas.

A pesquisa HOPE-3 foi aparesentada na reunião anual do American College of Cardiology, em Chicago (EUA), na semana passada. A pesquisa envolveu 12.705 pessoas de 21 países, estudadas por quase seis anos. Algumas das pessoas tinham hipertensão, mas nenhuma tinha histórico de acidente vascular cerebral (AVC) ou ataque cardíaco.

O projeto da pesquisa foi complexo, mas, basicamente, os pesquisadores queriam ver se o uso de uma dose diária baixa (10 mg.) de uma estatina comum, chamada rosuvastatina, iria ajudar as pessoas a reduzir o risco de ter um AVC ou um ataque cardíaco durante os seis anos do experimento. Os pesquisadores também buscaram saber se o uso conjunto de uma baixa dose de medicação para pressão arterial (candesartan com hydrocholorthiazide) resultaria em um benefício adicional.

Os resultados depois uso de estatina

Os resultados mostraram que a medicação para pressão arterial só ajudou as pessoas que tinham pressão arterial elevada. Por outro lado, a estatina gerou resultados positivos em os adultos com mais de 50 anos e com fatores de risco leves para doença cardíaca. O uso de estatina diminuiu o risco de ataque cardíaco ou AVC em 25% em os participantes. Entre os voluntários com hipertensão que usaram os dois medicamentos, o risco de ataque cardíaco ou AVC foi reduzido em 40%.

“As implicações para a prática são enormes. Certamente devemos considerar o uso de estatinas muito mais amplamente do que temos utilizado até agora. Em particular para pacientes com hipertensão, o nosso estudo sugere que você pode essencialmente dobrar o benefício da redução da pressão arterial se você baixar o colesterol ao mesmo tempo”, afirma Dr. Salim Yusuf, da Universidade McMaster (Canadá) e principal autor do estudo.

Os resultados, apesar de animadores, são controversos. Nota publicada no estudo afirma que ele foi patrocinado por Canadian Institutes of Health Research e parcialmente financiado por uma companhia farmacêutica americana, a AstraZeneca, que vende bilhões de dólares todos os anos em medicamentos de estatina.

De qualquer forma, o estudo sugere que o uso diário de doses baixas de estatinas pode beneficiar adultos com riscos leve ou moderados de doença cardíaca. Então, se você se encaixa nesse grupo de pessoas e acha que o tratamento pode lhe favorecer, converse com seu médico ou cardiologista.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

O poder do chá verde para proteger seu coração

Trabalhar demais pode favorecer AVC e doenças cardíacas

Uso da estatina para redução de doenças cardíacas was last modified: abril 5th, 2016 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês