sem gluten

Você tem sensibilidade ao glúten?

Em nosso último post, falamos sobre pessoas que têm a doença celíaca e que, por isso, precisam evitar glúten. Essas pessoas representam cerca de 1% da população. Há, entretanto, um grupo maior, de aproximadamente 6% da população, que não possui doença celíaca, mas que sofre com alguns sintomas quando consomem glúten.

sem gluten

Recentemente, essa condição foi descrita como “Sensibilidade ao Glúten Não Celíaca” (NCGS, da sigla em inglês). Confira, a seguir, algumas dúvidas comuns sobre este problema.

1.  O que é a sensibilidade ao glúten não celíaca?

Quando pessoas com doença celíaca consomem glúten, as reações são graves e podem ser um risco à vida, se não forem tratadas à tempo. A sensibilidade ao glúten não celíaca (NCGS) é uma reação similar, mas muito mais amena. Ou seja, pessoas com NCGS, quando consomem glúten, também ficam doentes, mas com menos gravidade.

2. Quais são os sintomas da NCGS?

A NCGS é difícil de se diagnosticar porque os sintomas são variáveis, difusos e comuns a outras condições. Entre os mais recorrentes estão: distensão abdominal, gases, diarréia, dor abdominal, fadiga, dor nas articulações, dormência ou formigamento nas extremidades, problemas de equilíbrio ou de concentração e até mesmo depressão. Em crianças, foram constatados também problemas de comportamento e constipação.

3. Qual a diferença entre doença celíaca e NCGS?

Os sintomas da doença celíaca são mais graves e podem levar à desnutrição grave. Pessoas com NCGS raramente apresentam sintomas mais severos.

Quando se faz biópsia intestinal, por exemplo, em uma pessoa com doença celíaca, ficam evidentes as alterações inflamatórias e o achatamento da superfície do intestino. Em uma pessoa com NCGS, raramente aparecem essas mudanças.

4. O que causa NCGS?

Não se sabe ao certo os motivos que fazem com que algumas pessoas sejam tão sensíveis ao glúten. Percebe-se, entretanto, que tem aumentado a incidência de NCGS e de doença celíaca nas últimas décadas. Uma das teorias é a de que sejam causadas pela mudança na produção de grãos, incluindo modificações genéticas para melhorar a produtividade. Também há teorias que apontam para uma possível contaminação de glúten importado da China, enquanto outras cogitam que a causa esteja no maior uso de hormônios na agricultura.

5. Há algum teste que comprove a NCGS?

Ao contrário da doença celíaca, não há exame de sangue específico para a detecção do problema.

Em nosso próximo post, você saberá como identificar a NCGS e algumas dicas para conviver com o glúten no seu dia a dia.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

O que é a Dieta Paleolítica?

Como a redução do sal na dieta pode melhorar sua saúde

Esta postagem também está disponível em: Inglês