garrafas plásticas e saúde

Garrafas plásticas, reutilizá-las ou não?

Nosso corpo é uma máquina bastante complexa que exige hidratação constante para que o funcionamento seja adequado. Como esse conhecimento é bastante divulgado, é comum ver pessoas carregando consigo garrafas plásticas de água – muitas delas, de água mineral que foram reabastecidas. Mas será que isso é seguro? O tema é controverso.

Um relatório divulgado pela BBC afirma que sim, desde que tomados alguns cuidados. Segundo a professora de Nutrição e Ciências Alimentares da Universidade de Sevilha Ana Trancoso, não há problemas quando é feita a higienização adequada. “Em termos gerais, não há problemas de segurança para a saúde em utilizar essas garrafas plásticas”, afirma.

O discurso de muitos fabricantes, porém, alerta para o desgaste sofrido pela embalagem que é lavada repetidamente, podendo levar à ruptura do plástico, que passaria a abrigar bactérias nas rachaduras e representar um risco para a saúde.

Na literatura internacional, alguns especialistas afirmam a potencial contaminação bacteriana enquanto outros afirmam que os garrafas plásticas pode liberar substâncias tóxicas quando reutilizado. Há, ainda, os que afirmam que os riscos químicos são tão baixos que não chegam a representar um risco.

Nossa recomendação é que, caso você tenha algum problema com seu sistema imunológico, use a garrafa apenas uma vez. Mas se sua saúde está em dia, você pode tomar algumas precauções.

Se quiser reutilizar as garrafas plásticas:

1) Apenas reutilize a garrafa se ela estiver totalmente intacta e sem qualquer desgaste, como rachaduras ou arranhões. Se ficar com dúvida, o melhor é enviá-la para a reciclagem.

2) Após cada uso, lave bem o frasco com água morna e sabão. Deixe-o secar completamente antes de voltar a usá-lo. Ao lavar, preste atenção nas curvas e relevos, em especial em torno e dentro da tampa.

3) Nunca lave as garrafas plásticas na máquina nem coloque-a no microondas.

4) Não compartilhe sua garrafa nem use a de outra pessoa. Compartilhamentos incluem trocas de bactérias, e você nunca sabe como a garrafa do outro foi tratada.

5) Não use garrafas que ficaram por muito tempo dentro de carro, no sol ou mesmo fora do geladeira.

6) Se você é preocupado com o meio ambiente, existem garrafas de vidro, de aço inoxidável e até de plástico reutilizável.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

É realmente ruim beber água durante as refeições?

4 bebidas que melhoram a saúde

Esta postagem também está disponível em: Inglês