açúcar criança

Como a redução de açúcar melhora a saúde das crianças em 10 dias

Estudo recém-lançado mostra o efeito devastador do excesso de açúcar na dieta de crianças, em especial na pressão arterial, colesterol e níveis de insulina. Para comprovar o quase todos já ouvimos algum dia, cientistas da Universidade da Califórnia (EUA) mostraram como apenas a redução nos níveis de açúcar na dieta de crianças pode apresentar melhoras significativas em apenas 10 dias.

Os pesquisadores estudaram 94 crianças com idade entre nove e 18 anos e que já eram pacientes da Clínica de Obesidade da Universidade. Todas estavam correndo o risco de desenvolver diabetes ou síndrome metabólica – que é uma mistura de fatores de risco que inclui pressão arterial alta, colesterol elevado, níveis de açúcar em jejum elevados e gordura excessiva na região abdominal.

Antes do estudo, cerca de 28% das calorias que as crianças ingeriam diariamente eram provenientes de açúcar. Com a mudança na dieta, esse percentual passou para 10%, o que é considerado um nível saudável. Cada criança também ficou sob a supervisão de um nutricionista ao longo de todo o estudo, que ficou responsável por cortar bebidas e cereais açucarados, pães e massas doces, e qualquer outro alimento ou bebida com grandes concentrações de açúcar.

No lugar dessas bombas açucaradas, as crianças recebiam outros alimentos, inclusive pizzas, batatas e frutas frescas. A ingestão diária total de calorias foi mantida, apenas os alimentos foram substituídos. Os resultados foram impressionantes e encorajadores.

As crianças perderam, em média, 0,9 kg durante os 10 dias de estudo. As mudanças nos marcadores de pressão arterial e teste de sangue, porém, foram as mais importantes.

Os níveis de colesterol LDL (o colesterol ruim) caíram em média 10 pontos, enquanto que os níveis de triglicérides (o tipo de gordura que se projeta nas paredes do interior dos vasos sanguíneos) caíram 33 pontos. Os níveis de açúcar no sangue em jejum e de insulina tiveram uma melhora significativa, assim como a pressão artéria que caiu, em média, 5 mm Hg.

Todas as crianças estavam correndo risco de desenvolver sérios problemas metabólicos na idade adulta. Apenas com a redução de açúcar em um curto período de tempo, os riscos foram reduzidos de forma significativa – o que prova que é o açúcar, e não o número elevado de calorias ingeridas diariamente, o principal fator que leva a problemas metabólicos graves.

O estudo foi relativamente pequeno e feito em um curto período de tempo, mas é uma forte evidência da importância da diminuição no consumo de açúcar. Certamente novos estudos serão realizados e lhe manteremos informado.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

O que é mais saudável, açúcar ou adoçante?

Níveis elevados de açúcar no sangue levam ao encolhimento do cérebro

Esta postagem também está disponível em: Inglês