Mais Saúde

Beber muito e de uma vez só pode afetar o sistema imunológico

Alguma vez você bebeu muito e em seguida pegou um resfriado, uma gripe ou algum outro vírus? O que parecia coincidência tem comprovação científica. Segundo pesquisa recente, beber muito álcool de uma única vez, além de causar uma ressaca daquelas, afeta nosso sistema imunológico.

O estudo foi realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, e publicado na revista médica Alcohol. Os pesquisadores observaram que, a partir de duas horas depois da ingestão concentrada de álcool,nosso sistema de defesa começa a ter mau funcionamento.

A pesquisa envolveu jovens saudáveis com idade média de 27anos. Oito mulheres e sete homens beberam de quatro a cinco doses de vodca em um curto período de tempo. A quantidade dada dependia do peso de cada sujeito. O objetivo era que cada um chegasse a um nível de álcool no sangue de 0,08, que é o limite legal para se dirigir embriagado na maior parte dos Estados Unidos.

A mesma concentração de sangue é alcançada com a ingestão de quatro ou cinco taças de vinho e de quatro a cinco cervejas. Dos voluntários foram extraídas amostras de sangue para medir a atividade de vários tipos de células brancas, além das proteínas chamadas citocinas, que são peças importantes do sistema de defesa natural do nosso corpo.

Inicialmente (cerca de 20 minutos após a ingestão de álcool), o sistema imunológicos dos voluntários melhorou. No entanto, a melhora foi seguida por uma mudança drástica: de duas a cinco horas após o consumo, os voluntários apresentaram uma queda significativa na presença de células de defesa no organismo. Isso significa que esses indivíduos saudáveis tinham sistemas imunitários deprimidos e eram mais propensos a sofrer infecções.

Em situações mais comuns, essa queda brusca no sistema imunológico potencializa a abertura para infecções como gripes e resfriados. Porém, ela também deixa o organismo mais suscetível a infecções mais graves, como vírus de doenças sexualmente transmissíveis, inclusive o da Aids.

Outro problema relacionado à ingestão de álcool e comprovado por estudos anteriores está na recuperação de traumas de maneira mais lenta. A pessoa bêbada está mais sujeita a sofrer traumas, incluindo acidentes automobilísticos e ferimentos à bala. Assim, quando a vítima ingere álcool antes do acidente, a cicatrização das feridas se torna mais lenta, com maior risco de infecções.

Por isso, nossa primeira orientação é que você evite beber muito álcool em um período curto de tempo. Isso significa, em média, quatro doses para mulheres e cinco doses para homens em um período de duas horas. E quando você consumir bebidas alcoólicas, lembre-se sempre de alterná-las com água e de consumir algum alimento. A água previne contra a desidratação, enquanto a comida atrasa a absorção de álcool pelo estômago.

Se você precisar encontrar um médico em qualquer lugar do Brasil, use o nosso site principal: www.procuramed.com.

Leia também na ProcuraMed:

Como transformar a caipirinha em uma bebida saudável

Como dormir melhor

Beber muito e de uma vez só pode afetar o sistema imunológico was last modified: março 15th, 2016 by

Esta postagem também está disponível em: Inglês